Acompanhe:

A Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Senacon) instaurou processo administrativo sancionador contra o Facebook "por indícios de desinformação e de veiculação de publicidade indevida, em plataformas digitais, de conteúdo com propósito de fraude bancária ou financeira, no contexto do Programa Desenrola Brasil", lançado pelo Governo Lula para renegociação de dívidas de pessoas físicas.

A decisão está formalizada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 5. A empresa tem 20 dias para apresentar defesa.

Em julho, o Facebook já havia sido alvo de medida cautelar imposta pela Senacon por infrações relacionadas ao Desenrola.

Na ocasião, o governo determinou à empresa a retirada imediata de "toda e qualquer publicidade patrocinada, fraudulenta ou ilegítima, que veicule oferta de serviços relacionados ao Programa Desenrola Brasil".

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Veja o que Mark Zuckerberg tem a dizer sobre as demissões nas big techs
Tecnologia

Veja o que Mark Zuckerberg tem a dizer sobre as demissões nas big techs

Há uma semana

Depois do Facebook, vem aí Mark’s Meat, ‘frigorífico’ de Mark Zuckerberg
Tecnologia

Depois do Facebook, vem aí Mark’s Meat, ‘frigorífico’ de Mark Zuckerberg

Há uma semana

Elon Musk diz que vai aposentar celular pessoal e usar X para chamadas de áudio e vídeo
Tecnologia

Elon Musk diz que vai aposentar celular pessoal e usar X para chamadas de áudio e vídeo

Há 2 semanas

Governo de SP bloqueia acesso a apps em escolas estaduais; veja quais plataformas estão proibidas
Brasil

Governo de SP bloqueia acesso a apps em escolas estaduais; veja quais plataformas estão proibidas

Há 3 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais