Brasil
Acompanhe:

Defesa de Jefferson pede que ele seja transferido para hospital particular no Rio

Defesa alega que Jefferson precisa ser internado com urgência em "ambiente hospitalar adequado"

 (Foto/Reprodução)

(Foto/Reprodução)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 18 de novembro de 2022, 17h04.

Última atualização em 18 de novembro de 2022, 17h06.

A defesa do ex-deputado Roberto Jefferson pediu nesta sexta-feira, 18, ao Supremo Tribunal Federal (STF) que ele seja transferido do presídio de Bangu 8, na zona Oeste do Rio, para um hospital particular na cidade.

Os advogados afirmam que ele tem um longo histórico de problemas de saúde e que seu quadro piorou desde a prisão, no dia 23 de outubro. A defesa alega que Jefferson precisa ser internado com urgência em "ambiente hospitalar adequado".

LEIA MAIS: Roberto Jefferson resiste à prisão e entra em confronto com a PF

A representação enviada ao STF alerta que o ex-deputado sofre risco de trombose e colangite (inflamação das vias biliares). Os advogados também afirmam que o presídio não tem estrutura para atendê-lo. "É necessário que seja adotada uma medida de urgência para preservar a sua vida", diz um trecho do pedido.

Um médico chamado pela família do ex-deputado esteve ontem em Bangu 8 para uma consulta. Ele sugeriu a internação e passou uma longa lista de exames laboratoriais e radiológicos. O laudo foi anexado ao pedido enviado ao STF.

Antes de voltar para Bangu, Roberto Jefferson foi colocado em prisão domiciliar justamente por causa do quadro de saúde. O ex-deputado voltou a ser preso após ataques misóginos à ministra Cármen Lúcia. Ele também jogou granadas e atirou contra os policiais que tentavam cumprir a ordem de prisão.

LEIA TAMBÉM: Roberto Jefferson é indiciado por quatro tentativas de homicídio