Brasil
Acompanhe:

Roberto Jefferson é indiciado por quatro tentativas de homicídio

O indiciamento foi confirmado hoje pela assessoria de imprensa da Superintendência da PF no Rio de Janeiro

Roberto Jefferson: político segue detido no presídio José Frederico Marques (Valter Campanato/Agência Brasil)

Roberto Jefferson: político segue detido no presídio José Frederico Marques (Valter Campanato/Agência Brasil)

E
Estadão Conteúdo

24 de outubro de 2022, 16h07

A Polícia Federal (PF) indiciou o ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB) por quatro tentativas de homicídio, em função do ataque praticado neste domingo, 23, contra quatro agentes da PF que foram à sua casa, em Levy Gasparian, município do sul fluminense, para cumprir uma ordem de prisão contra ele. Jefferson lançou duas granadas e atirou contra os policiais.

Dois deles foram feridos, sem gravidade. O indiciamento foi confirmado hoje pela assessoria de imprensa da Superintendência da PF no Rio de Janeiro.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

O Estadão procurou a defesa de Jefferson para que se manifeste sobre esses indiciamentos, sem sucesso até a publicação desta reportagem.

Desde a noite deste domingo, 23, Jefferson está detido no presídio José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte do Rio. Na tarde desta segunda-feira, 24, ele será submetido a uma audiência de custódia, durante a qual um juiz vai decidir se mantém ou não sua prisão.

LEIA TAMBÉM:

Roberto Jefferson resiste à prisão e entra em confronto com a PF

Roberto Jefferson: resistência à prisão repercute na imprensa internacional