Brasil

Defensores de Dirceu ofendem Barbosa na rua; veja vídeo

Em Brasília, militantes do PT chamaram o presidente do STF, entre outras coisas, de "projeto de ditador"


	Joaquim Barbosa: o presidente do STF foi chamado de "tucano" por defensores de José Dirceu
 (Nelson Jr./STF)

Joaquim Barbosa: o presidente do STF foi chamado de "tucano" por defensores de José Dirceu (Nelson Jr./STF)

DR

Da Redação

Publicado em 11 de abril de 2014 às 10h42.

São Paulo – O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa foi hostilizado por militantes do PT defensores de José Dirceu, enquanto saía de um bar, em Brasília. O protesto foi registrado em vídeos e compartilhado nas redes sociais.

Os simpatizantes do ex-ministro da Casa Civil, preso após condenação no processo do mensalão, perseguem o ministro na rua enquanto gritam exaltados frases como: Dirceu, guerreiro do povo brasileiro e abaixo a ditadura do judiciário.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o autor de um dos vídeos, Rodrigo Grassi, é assessor palamentar da deputada federal Érica Kokay (PT-DF). Ele aparece nas imagens chamando Barbosa de tucano, projeto de ditador e autoritário.

O ministro, relator do processo do mensalão - se dirigia ao seu carro, acompanhado de seguranças, no momento em que foi abordado pelos manifestantes.

Procurada pela redação de EXAME.com., a assessoria de imprensa do STF afirmou que Joaquim Barbosa não comentará o episódio.

Assista ao vídeo publicado por Rodrigo Grassi:

//www.youtube.com/embed/9mlpV6Mq_4U

*Matéria atualizada às 10h30 de 11/04

Acompanhe tudo sobre:Brasíliacidades-brasileirasJoaquim BarbosaJosé DirceuMensalãoPolítica no BrasilPolíticosPolíticos brasileirosPT – Partido dos TrabalhadoresSupremo Tribunal Federal (STF)VídeosVídeos de Brasil

Mais de Brasil

Boulos sela aliança com PMB, partido pelo qual ex-ministro de Bolsonaro queria sair candidato em SP

Chuvas no RS: Guaíba deve levar 12 dias para ficar abaixo da cota de inundação

Casos de leptospirose explodem no RS e aumentam em 65,5% nas últimas 24h

Lula critica pagamento de dívida por países pobres e defende mais investimentos em saúde e educação

Mais na Exame