Datena entra no ar e anuncia que desistiu da disputa eleitoral

Apresentador era cotado para formar chapa com o ex-ministro e pré-candidato ao governo paulista, Tarcísio de Freitas, e disputar o Senado
Datena: apresentador continua no comando do Brasil Urgente. (Facebook/Reprodução)
Datena: apresentador continua no comando do Brasil Urgente. (Facebook/Reprodução)
G
Gilson Garrett Jr

Publicado em 30/06/2022 às 16:35.

Última atualização em 30/06/2022 às 17:25.

O apresentador José Luiz Datena (PSC) anunciou, nesta quinta-feira, 30, que desistiu de disputar algum cargo nas eleições de 2022. A lei eleitoral exige que pré-candidatos se afastem da TV a partir de 30 de junho, e ele entrou no ar em seu programa na TV Bandeirantes, o Brasil Urgente.

"Eu queria deixar a minha palavra de carinho para com o presidente, que hoje de manhã deu uma declaração que tinha me escolhido como candidato ao Senado pelo estado de São Paulo. Foi isso mesmo que foi acordado, mas eu pensei bem e resolvi seguir meu caminho", disse.

O apresentador ainda justificou a decisão: "Eu estarei sempre com meu público e desejo felicidades nesta campanha aos meus quase correligionários. Ignoro, claro, certos grupos radicais que me hostilizaram e que pesaram muito nessa decisão. Sigo com a minha bandeira sempre na defesa da democracia e da constituição", disse ele assim que entrou no ar.

Datena era cotado para entrar na disputa pelo Senado na chapa que traz o ex-ministro do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), Tarcísio de Freitas (Republicanos), como pré-candidato ao governo de São Paulo.

Na pesquisa eleitoral EXAME/IDEIA, divulgada no dia 8 de junho, mostra como está a mente dos eleitores do estado de São Paulo quando se fala em Senado. De acordo com os dados, em uma eventual disputa para a vaga de senador por São Paulo, Datena está em primeiro lugar, com 19% das intenções de voto. Logo depois vem Márcio França (PSB), com 14%. O cenário é do tipo estimulado, em que os nomes são apresentados previamente.

Quando é espontâneo, em que os eleitores precisam dizer o primeiro nome que lhes vêm à mente, nenhum pré-candidato chega a dois dígitos. Datena está com 6%, Paulo Skaf (Republicanos) tem 3%, e França aparece com 2%.

Para a pesquisa, foram ouvidas 1.200 pessoas do estado de São Paulo entre os dias 3 e 8 de junho. As entrevistas foram feitas por telefone, com ligações tanto para fixos residenciais quanto para celulares. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número SP-08096/2022. A EXAME/IDEIA é um projeto que une EXAME e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. Leia o relatório completo.

(Arte/Exame)

O movimento de Datena abre caminho para que França desista de concorrer ao Palácio dos Bandeirantes e entre na chapa de Fernando Haddad (PT), como candidato ao Senado. Dirigentes do PSB e do PT esperam que ele anuncie a decisão ainda nesta semana, até a próxima sexta-feira, dia 1º de julho.

VEJA TAMBÉM