Dario Messer diz em delação que entregava dólares à família Marinho

Apesar da afirmação, o doleiro não apresentou provas e disse nunca ter tido contato direto com nenhum membro da família proprietária da Rede Globo

O doleiro Dario Messer citou supostos serviços prestados para a família Marinho durante delação homologada na quarta-feira, 12.  Sem apresentar provas e dizer nunca ter tido contato direto com nenhum dos membros da família que comanda a Rede Globo, Messer disse ter repassado dólares em espécie em várias ocasiões, divulgou a revista Veja.

Segundo o doleiro, as entregas aconteciam dentro da sede da TV Globo, no Rio de Janeiro, e que um funcionário de sua confiança entregava entre 50.000 e 300.000 dólares para José Aleixo, um funcionário dos Marinho. Esses repasses teriam começado nos anos 1990, por intermédio de Celso Barizon, suposto gerente da família no banco Safra de Nova York.

Segundo relatou Messer, a quantia entregue em dinheiro no Brasil seria compensada pela família Marinho no exterior, com ajuda de Barizon. Os proprietários da TV Globo depositariam para o doleiro no exterior o valor entregue em espécie no Brasil.

A assessoria de Roberto Irineu Marinho e João Roberto Marinho negou as declarações de Messer, afirmando que ambos nunca tiveram contas não declaradas às autoridades brasileiras no exterior, e que nunca realizaram operações de câmbio não declaradas às autoridades.

 

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Deseja assinar e ter acesso ilimitado?

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.