Brasil

Corrida de táxi mais cara? Nova tarifa passa a valer em 28 de outubro na capital paulista

O último reajuste do Sistema Táxi na cidade de São Paulo havia ocorrido em abril do ano passado

Conforme a medida anunciada, para a categoria Luxo, a bandeirada passará de R$ 8,25 para R$ 9 (Divulgação/Getty Images)

Conforme a medida anunciada, para a categoria Luxo, a bandeirada passará de R$ 8,25 para R$ 9 (Divulgação/Getty Images)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 18 de outubro de 2023 às 10h12.

Última atualização em 18 de outubro de 2023 às 11h30.

A corrida de táxi ficará mais cara na cidade de São Paulo a partir do dia 28 de outubro deste ano. De acordo com portaria da Secretaria Executiva de Transporte e Mobilidade Urbana publicada no Diário Oficial desta quarta-feira, 18, a bandeirada, ou seja, o valor inicial da corrida passará de R$ 5,50 para R$ 6 nas categorias de táxis Comum, Comum-Rádio e Especial.

Para estas categorias, a tarifa quilométrica (valor por quilômetro rodado) passará de R$ 4 para R$ 4,25, enquanto a tarifa horária (quando o carro fica parado ou circula a menos de 15 km por hora) passa de R$ 49 para R$ 51.

Conforme a medida anunciada, para a categoria Luxo, a bandeirada passará de R$ 8,25 para R$ 9. Neste caso, a tarifa quilométrica aumentará de R$ 6 para R$ 6,38 e a tarifa horária passará de R$ 73,50 para R$ 76,50.

Fica mantido o percentual de 30% da Bandeira 2 na tarifa quilométrica, que é acionada das 20h às 6h da manhã de segunda a sábado e domingo e feriado o dia todo. Essa regra vale para todas as categorias.

I - Categorias Comum, Comum-Rádio e Especial:

  • Bandeirada: R$ 6,00 (seis reais);
  • Tarifa quilométrica: R$ 4,25 (quatro reais e vinte e cinco centavos);
  • Tarifa horária: R$ 51,00 (cinquenta e um reais).

II - Categoria Luxo:

  • Bandeirada: R$ 9,00 (nove reais);
  • Tarifa quilométrica: R$ 6,38 (seis reais e trinta e oito centavos);
  • Tarifa horária: R$ 76,50 (setenta e seis reais e cinquenta centavos).

"A verificação dos taxímetros será procedida pelo Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem) nos termos das normas estabelecidas e em consonância com o dispositivo nesta portaria", conforme a publicação.

Desta forma, os táxis do município de São Paulo ficam obrigados a proceder à verificação dos respectivos taxímetros nos prazos estabelecidos pelo Ipem, a fim de evitar que o veículo seja apreendido pelo Departamento de Transportes Públicos (DTP).

Ainda de acordo com a publicação no Diário Oficial, fica autorizada, provisoriamente, a cobrança das tarifas dos táxis das Categorias Comum, Comum-Rádio, Especial e Luxo de acordo com as tabelas de preços elaboradas pela Secretaria Executiva de Transporte e Mobilidade Urbana, constante dos anexos integrantes desta portaria, enquanto não for procedida a verificação dos taxímetros.

As categorias Especial e Luxo serão verificadas a partir da vigência desta portaria.

"Cada motorista deverá, obrigatoriamente, portar duas tabelas, sendo uma afixada no vidro lateral traseiro esquerdo do veículo, e a outra para informação ao passageiro no ato da cobrança", afirma ainda a medida.

O último reajuste do Sistema Táxi na cidade de São Paulo havia ocorrido em abril do ano passado.

Acompanhe tudo sobre:Táxissao-paulo

Mais de Brasil

Pesquisa encontra agrotóxicos em alimentos ultraprocessados com apelo ao público infantil

STF cria marco civilizatório ao proibir exposição de vida sexual de vítima, dizem advogados

Seguradoras irão pagar, no mínimo, R$ 1,6 bilhão em indenizações no Rio Grande do Sul

Governo libera verba extra de R$ 22 milhões para as universidades do RS

Mais na Exame