Acompanhe:

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados vai analisar quatro pareceres preliminares de acusações de quebra de decoro parlamentar. Eles são direcionados às deputadas Célia Xakriabá (MG) e Sâmia Bomfim (SP), ambas do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), e ao deputado André Fernandes (CE), do Partido Liberal (PL).

A reunião está marcada para esta quarta-feira, 13, às 11 horas.

Célia e Sâmia são acusadas na Câmara

A deputada Célia, que está entre os cinco indígenas eleitos para compor a Casa em 2022, é acusada pelo PL de quebra de decoro por supostamente ter ofendido deputados que votaram a favor do marco temporal das terras indígenas, no Plenário da Casa, no final do mês de maio. Ela e outras deputadas teriam chamado os deputados favoráveis de "assassinos do nosso povo".

Sâmia acumula duas acusações protocoladas também pelo PL: uma envolve a mesma matéria e cita desentendimentos entre os parlamentares durante votação do marco temporal. No requerimento também há uma captura de tela de um tweet da deputada, referindo-se ao marco temporal como "um genocídio legislado". O PL acusa a deputada de "utilizar suas redes sociais para a propagação de Fake News sobre o tema".

No segundo requerimento contra Sâmia, o PL a acusa de "tumultuar" reuniões da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do MST e de "desrespeitar" o deputado General Girão (PL-RN) durante as sessões, que foram marcadas por bate-bocas. Em uma delas, Girão disse à Sâmia que a deputada "se vale de ser mulher para silenciar os demais e se vitimizar, quando lhe convém".

André Fernandes (PL) na mira do PT

O Conselho de Ética também analisará um parecer apresentado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) contra o deputado André Fernandes do PL, por supostas falas discriminatórias durante a votação da reforma tributária. Nenhum dos pareceres ainda foi divulgado.

Ainda na reunião desta terça-feira, 12, o Conselho vai instaurar outros sete processos e sortear os relatores para os casos. Entre eles, está a abertura do requerimento do PL que pede a cassação do deputado André Janones (Avante-MG) pela suposta prática de "rachadinha" em seu gabinete.

O requerimento, assinado pelo presidente nacional da sigla, Valdemar Costa Neto, foi protocolado no último dia 28. Janones é acusado por ex-assessores de seu gabinete de praticar "rachadinha". Ele foi gravado pedindo que funcionários arcassem com suas despesas pessoais. O deputado diz que vai provar que a fala dele foi retirada de contexto.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Após romper com PT, Requião se filia ao Mobiliza e anuncia pré-candidatura à prefeitura de Curitiba
Brasil

Após romper com PT, Requião se filia ao Mobiliza e anuncia pré-candidatura à prefeitura de Curitiba

Há 2 dias

Do PT de Lula ao PSL de Bolsonaro: veja todos os partidos pelos quais Datena passou antes do PSDB
Brasil

Do PT de Lula ao PSL de Bolsonaro: veja todos os partidos pelos quais Datena passou antes do PSDB

Há uma semana

Lula diz que Anielle Franco não tem pretensão de disputar cargo político em 2024
Brasil

Lula diz que Anielle Franco não tem pretensão de disputar cargo político em 2024

Há 2 semanas

Zé Dirceu volta ao Congresso após 19 anos e avalia se vai disputar as eleições em 2026
Brasil

Zé Dirceu volta ao Congresso após 19 anos e avalia se vai disputar as eleições em 2026

Há 2 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais