Brasil

Chuvas desalojam 680 pessoas em Francisco Morato

A prefeitura informou que parte dos problemas é causada por ocupações irregulares

Chuvas: o acumulado de chuvas nas últimas 24 horas foi de 46 milímetros, o que provocou pontos de alagamento em seis bairros e no centro (Prefeitura de Francisco Morato/Divulgação)

Chuvas: o acumulado de chuvas nas últimas 24 horas foi de 46 milímetros, o que provocou pontos de alagamento em seis bairros e no centro (Prefeitura de Francisco Morato/Divulgação)

AB

Agência Brasil

Publicado em 25 de outubro de 2016 às 14h42.

Última atualização em 25 de outubro de 2016 às 17h34.

São Paulo - A chuva que atinge São Paulo desde a tarde de segunda-feira, 24, desalojou 680 pessoas no município de Francisco Morato, na região metropolitana da capital paulista. As 170 famílias perderam móveis, alimentos, roupas e materiais de higiene e limpeza, segundo informações da Prefeitura.

O acumulado de chuvas nas últimas 24 horas foi de 46 milímetros, o que provocou pontos de alagamento em seis bairros e no centro. Um imóvel desabou no bairro Jardim Silvia. A administração municipal disse que não houve vítimas.

Os pontos mais afetados foram os bairros Jardim Silvia, Recanto Soraya, Jardim Vassouras I, Jardim Esperança e Jardim Alegria. As regiões, que apresentam risco de alagamentos, são monitoradas pela Defesa Civil.

Uma força-tarefa com equipes da Defesa Civil, Assistência Social e Infraestrutura atuam no atendimento às vítimas, como acolhimento das famílias e a limpeza das vias.

A Defesa Civil Estadual foi ao local para auxiliar os trabalhos do órgão local. O município solicitou ao Estado ajuda com materiais de limpeza e higiene pessoal, que serão distribuídos às famílias afetadas.

A prefeitura informou que parte dos problemas é causada por ocupações irregulares. Segundo a administração municipal, há 52 inquéritos civis no Ministério Público do Estado que investigam a conivência de gestões anteriores com ocupações irregulares na cidade.

A gestão disse ter retirado 140 famílias de áreas de risco no ano passado, após a entrega do primeiro empreendimento de habitação social do município.

Notícia atualizada ás 17h33.

Acompanhe tudo sobre:ChuvasDrogaria São Paulo

Mais de Brasil

PEC que anistia partidos só deve ser votada em agosto no Senado

Servidores do INSS entram em greve por tempo indeterminado

Jogo do Tigrinho deverá ter previsão de ganho ao apostador para ser autorizado; entenda as regras

Após águas baixarem, fóssil achado com 'preservação quase completa', é um dos mais antigos do mundo

Mais na Exame