Brasil

Caixa com suposta bomba tinha um gato morto no RS

A caixa foi deixada perto da garagem do aeroporto Salgado Filho, cuja operação não foi interrompida


	A mobilização do Gate para explodir a caixa desviou o trânsito do aeroporto Salgado Filho
 (Divulgação)

A mobilização do Gate para explodir a caixa desviou o trânsito do aeroporto Salgado Filho (Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 13 de junho de 2013 às 07h48.

Porto Alegre - Uma caixa amarela deixada nas proximidades do edifício-garagem do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, mobilizou o Gate na tarde desta sexta-feira. A suspeita de que fosse uma bomba mobilizou o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) para o local, que explodiu a caixa e descobriu que havia um gato preto, já morto, no interior. Segundo o Gate, a equipe sentiu o cheiro de um animal morto, mas seguiu o protocolo para a detonação de artefatos.

A operação do aeroporto não foi interrompida, mas o trânsito na área de desembarque do terminal precisou ser desviado para a operação, causando transtornos aos passageiros.

Acompanhe tudo sobre:AeroportosGatosSetor de transporteTransportesViolência urbana

Mais de Brasil

Governo de SP entrega 107 obras de infraestrutura turística no 1º semestre e bate recorde

Brasil precisa superar déficit de cidadania, afirma presidente da Politize!

Aos 78 anos, morre o ex-governador do Acre Romildo Magalhães

Morre o jornalista Sérgio Cabral, pai, aos 87 anos

Mais na Exame