Brasil

Bolsonaro diz à PF que não irá depor em investigação sobre suposta fraude em cartão de vacinação

Com a condução coercitiva restrita pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a Justiça pode pedir a prisão do ex-presidente para tentar garantir o depoimento

Jair Bolsonaro (PL), pede que manifestantes desobstruam rodovias em vídeo no Twitter (Eduardo Bolsonaro/Twitter/Divulgação)

Jair Bolsonaro (PL), pede que manifestantes desobstruam rodovias em vídeo no Twitter (Eduardo Bolsonaro/Twitter/Divulgação)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 3 de maio de 2023 às 13h12.

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) informou à Polícia Federal que não vai prestar depoimento nesta quarta-feira, 3, no âmbito da Operação Venire, que investiga a suposta adulteração de cartões de vacinação do ex-chefe do Executivo e de sua filha Laura. A decisão foi tomada em reunião com o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, apurou o Estadão/Broadcast.

Com a condução coercitiva restrita pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a Justiça pode pedir a prisão do ex-presidente para tentar garantir o depoimento, o que ainda não está no radar das autoridades.

A Polícia Federal fez buscas na casa do ex-presidente na manhã desta quarta-feira, e prendeu o tenente coronel Mauro Cid, seu ex-ajudante de ordens, e outros assessores de Bolsonaro.

Apreensão do celular de Bolsonaro

Os investigadores apreenderam o celular de Bolsonaro. Ao deixar sua casa na manhã desta quarta-feira, 3, o ex-presidente reforçou que nem ele, nem sua filha Laura foram vacinados contra a covid-19. Ele se disse "surpreso" com a ofensiva e alegou "não existe adulteração de sua parte" e “que nunca lhe foi pedido cartão de vacina em lugar nenhum".

Batizada de Venire, a operação cumpriu mais três mandados de prisão preventiva e vasculhou 16 endereços em Brasília e no Rio de Janeiro. As ordens foram expedidas no bojo do inquérito das milícias digitais, que tramita sob relatoria do ministro Alexandre de Moraes, no Supremo Tribunal Federal (STF).

Acompanhe tudo sobre:Jair BolsonaroOperação VenirePolícia Federal

Mais de Brasil

Governo sanciona lei que prevê plano de combate à violência contra mulher

PL do aborto: Conselho Federal da OAB aprova parecer que avalia texto como inconstitucional

Em SP, operação da Polícia Civil despeja projeto social na Cracolândia

PF recupera gravuras raras roubadas há 16 anos da Biblioteca Mário de Andrade, em SP

Mais na Exame