• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

Bolsonaro assina desfiliação e deixa o PSL

O presidente sai da legenda após crise interna e se prepara para lançar uma nova sigla, a Aliança pelo Brasil
Jair Bolsonaro: presidente deve lançar o próprio partido, Aliança pelo Brasil, na próxima quinta-feira (Flickr/Carolina Antunes/PR)
Jair Bolsonaro: presidente deve lançar o próprio partido, Aliança pelo Brasil, na próxima quinta-feira (Flickr/Carolina Antunes/PR)
Por Da Redação, com agências de notícias Publicado em 19/11/2019 16:43 | Última atualização em 19/11/2019 17:48Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Brasília -  O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta terça-feira (19) a desfiliação do PSL, em preparação para o lançamento de seu novo partido, o Aliança pelo Brasil, na quinta-feira.

 

A carta será entregue ao partido e à Justiça Eleitoral ainda nesta terça abrindo caminho para que ele possa assumir a presidência da sigla que, ao lado de aliados, decidiu fundar, o Aliança pelo Brasil. A reunião para o lançamento do partido será realizada nesta quinta-feira, 21, em Brasília.

A primeira convença da Aliança está marcada para quinta, e Bolsonaro deve assumir, pelo menos inicialmente, a presidência da nova sigla. Segundo Admar Gonzaga, ex-ministro do TSE que tem atuado também para o presidente, não há nenhum impedimento para que Bolsonaro assuma a direção da Aliança.

Nesta terça, o PSL realiza uma convenção nacional em sua sede em Brasília. A legenda elegerá os 15 membros da Executiva Nacional, incluindo presidente e dois vices. A tentativa é reorganizar a casa, após a crise interna da legenda que culminou com o anúncio da saída de Bolsonaro na semana passada.

Com a reunião desta quarta, o comando do PSL deve seguir nas mãos de Luciano Bivar e as mudança será a vice-presidência, que agora deve ficar a cargo de Júnior Bozzella (SP). O deputado paulista pode ainda abocanhar a presidência do diretório estadual de São Paulo, no lugar de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Já o comando do diretório do Rio de Janeiro, hoje nas mãos de Flávio Bolsonaro, ainda está em aberto. A convenção desta terça-feira, 19, deve terminar às 14h.

A expectativa é de que o Conselho de Ética do PSL comece a proferir sentença dos 19 acusados de infidelidade a partir do dia 26 de novembro.

(Com Reuters e Estadão Conteúdo)