Acompanhe:

Aneel anuncia nova bandeira tarifária de energia elétrica nesta sexta

Atualmente, está em vigor a bandeira Escassez Hídrica, no valor de R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos

Modo escuro

Continua após a publicidade
Luz: tarifa doméstica vai ficar mais cara. (Brunorbs/Getty Images)

Luz: tarifa doméstica vai ficar mais cara. (Brunorbs/Getty Images)

A
Alessandra Azevedo

Publicado em 26 de novembro de 2021 às, 06h00.

Última atualização em 26 de novembro de 2021 às, 13h20.

Esta reportagem faz parte da newsletter EXAME Desperta. Assine gratuitamente e receba todas as manhãs um resumo dos assuntos que serão notícia.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anuncia, nesta sexta-feira, 26, a bandeira tarifária de energia elétrica que valerá em dezembro. Desde setembro, está em vigor a bandeira de escassez hídrica, a mais cara do sistema, que acrescenta 14,20 reais a cada 100 kWh consumidos. Ela deve ser mantida até abril de 2022. 

Para famílias de baixa renda que recebem o benefício da tarifa social de energia elétrica, a bandeira tarifária passou, em novembro, de vermelha patamar 2 para amarela, o que significa uma redução de 7,62 reais para cada 100 kWh consumidos.

A Aneel aplica o sistema de bandeiras tarifárias às contas de luz quando o custo de produção de energia aumenta, como tem acontecido no país nos últimos meses por conta da crise energética. A solução, nesse caso, tem sido usar usinas termelétricas, que são mais caras, e importar energia de outros países.

O reajuste acumulado neste ano para consumidores residenciais chega a 7,04%, segundo a Aneel. A estimativa da agência é de que, em 2022, o impacto tarifário médio chegue a 21,04%.

 

Últimas Notícias

Ver mais
MP que baixa preço de conta de luz é agenda de curto prazo, diz Aneel
Brasil

MP que baixa preço de conta de luz é agenda de curto prazo, diz Aneel

Há 2 dias

Lula se reúne com especialistas do setor elétrico um dia depois de assinar MP sobre o tema
Brasil

Lula se reúne com especialistas do setor elétrico um dia depois de assinar MP sobre o tema

Há 3 dias

Lula assina MP que alivia contas de luz agora, mas pressiona tarifas no futuro
Economia

Lula assina MP que alivia contas de luz agora, mas pressiona tarifas no futuro

Há 3 dias

Aneel nega recurso da Enel SP e mantém multa de R$ 165,8 milhões à distribuidora
Brasil

Aneel nega recurso da Enel SP e mantém multa de R$ 165,8 milhões à distribuidora

Há 4 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais