Alta dos combustíveis causa reajuste nas tarifas da Uber e 99

Para as corridas feitas através da 99, o aumento será de 10% a 25%. Já as corridas da Uber não terão reajuste nas tarifas, mas os motoristas da Uber terão repasse de até 35%

A alta no preço dos combustíveis no país afeta quem também não dirige e utiliza os aplicativos de transporte para se locomover. Na noite de ontem (10), a Uber e a 99 anunciaram reajuste nas tarifas, segundo a Folha de S.Paulo.

Para as corridas feitas através da 99, o aumento no repasse aos motoristas será de 10% a 25% e será subsidiado pela 99. Mais de 20 regiões metropolitanas sofrerão o reajuste, incluindo São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Salvador, segundo a Folha.

Já para a Uber, os valores continuarão os mesmos aos passageiros. Porém, o repasse aos motoristas será de até 35% na categoria UberX, em São Paulo. 

Ultimamente, muitos passageiros enfrentam o cancelamento dos pedidos de corridas. Ao contrário do que se imagina, não há uma falta de motoristas. Eles continuam disponíveis aos montes. 

Porém, o cenário de deterioração econômica do país e a política de preços da Uber tem obrigado eles a "garimpar" corridas para conseguir obter algum lucro ao fim de um dia de trabalho - que, em média, supera as 12 horas de labuta.

Segundo o IPCA, índice que mede a inflação no Brasil, o preço da gasolina subiu 27,51% apenas no acumulado de janeiro a julho deste ano, chegando a ultrapassar dos 7 reais em algumas cidades

A escalada dos preços tem sido registrada também no varejo, que em junho viu seu faturamento aumentar 1,5% mesmo com uma queda de 1,47% no volume de vendas em comparação com maio - o que indica uma diminuição do poder de compra do consumidor, que gasta o mesmo, mas leva menos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também