Acompanhe:

Ala do PSOL defende postura independente no novo governo e não ocupar cargos

A federação elegeu 14 deputados para a próxima legislatura, sendo 12 filiados ao PSOL

Modo escuro

Continua após a publicidade
 (Jefferson Rudy/Agência Senado/Flickr)

(Jefferson Rudy/Agência Senado/Flickr)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 5 de dezembro de 2022 às, 14h01.

Última atualização em 5 de dezembro de 2022 às, 14h27.

Uma ala do PSOL, partido que fez parte da coligação do presidente eleito da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), defende que a sigla adote uma postura independente em relação ao novo governo e não ocupe cargos na gestão federal. A direção nacional vai se reunir no próximo dia 17 para definir os rumos da legenda a partir de 2023.

De acordo com o deputado federal reeleito Glauber Braga (PSOL-RJ), pelo indicativo de correntes políticas da sigla que se posicionaram publicamente, já é possível aferir que o partido terá maioria da direção nacional para firmar independência em relação à gestão petista.

Assine a EXAME por menos de R$ 0,37/dia e acesse as notícias mais importantes do Brasil em tempo real.

Segundo o parlamentar, a posição independente, sem ocupação de cargos no Executivo, é mais benéfica ao governo para que a sigla possa fazer enfrentamento às "chantagens do Centrão". "Quando você ocupa cargos como base, você fala para dentro e perde sua capacidade inclusive de fazer esse enfrentamento com eles para fora", explicou Braga ao Broadcast Político, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

A partir da posição independente, de acordo com o deputado, a legenda pode manter suas bandeiras levantadas e dar "tratamento eficaz" por meio de "denúncias permanentes à extrema-direita, à direita neoliberal e aos partidos que deram sustentação ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PL)".

Braga nega que a não ocupação de cargos no Executivo possa enfraquecer a legenda. "Para se fortalecer, o partido tem de manter suas bandeiras levantadas, tem de manter a relação permanente com movimentos sociais. Quem está preocupado em ter cargos é o Centrão", afirmou.

O PSOL formalizou federação com o partido Rede e as siglas devem caminhar juntas nos próximos quatro anos. Apesar da junção, o PSOL tem liberdade para aderir, mesmo que isolado, à posição de independência.

A federação elegeu 14 deputados para a próxima legislatura, sendo 12 filiados ao PSOL.

LEIA TAMBÉM: 

Últimas Notícias

Ver mais
Flávio Dino estreia em sessões de julgamento no STF nesta terça-feira
Brasil

Flávio Dino estreia em sessões de julgamento no STF nesta terça-feira

Há 4 horas

Bolsonaro presta depoimento na PF sobre importunação a baleia nesta terça-feira
Brasil

Bolsonaro presta depoimento na PF sobre importunação a baleia nesta terça-feira

Há 4 horas

Vai chover hoje? Rio, SP e outras capitais podem temporais nesta terça-feira; veja previsão
Brasil

Vai chover hoje? Rio, SP e outras capitais podem temporais nesta terça-feira; veja previsão

Há 4 horas

Senado debate proposta que isenta IPVA de veículos com mais de 20 anos de fabricação
Brasil

Senado debate proposta que isenta IPVA de veículos com mais de 20 anos de fabricação

Há 5 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais