Brasil

Agentes da GLO apreendem 40 kg de supermaconha no aeroporto de Guarulhos

Autoridades selecionaram alguns voos para inspeção de bagagens com aparelho de raios X e cães farejadores

Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo (Germano Lüders/Exame)

Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo (Germano Lüders/Exame)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 13 de dezembro de 2023 às 17h43.

Última atualização em 13 de dezembro de 2023 às 18h42.

Uma operação no âmbito da Garantia da Lei e da Ordem (GLO) — gabinete integrado da Receita, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Polícia Civil e FAB — flagrou no Aeroporto Internacional de Guarulhos três mulheres com 40 quilos de skunk, a supermaconha, droga que produz efeitos mais potentes e nocivos ao cérebro que a maconha tradicional.

Durante a operação, executada nesta terça, 12, os agentes da GLO selecionaram alguns voos para inspeção de bagagens com aparelho de raios X e cães farejadores da Receita e da FAB.

Na fiscalização, foram detectadas, em um voo de Manaus, duas malas com skunk. Em outro voo, também da capital do Amazonas, outra bagagem contendo a droga foi identificada e recolhida.

Ao todo, foram apreendidos 27 tijolos com peso bruto de cerca de 40 quilos de skunk.

Segundo informou a Seção de Comunicação Institucional da Receita as três passageiras suspeitas foram encaminhadas à Delegacia da Polícia Civil do Aeroporto de Guarulhos.

Acompanhe tudo sobre:MaconhaDrogasTráfico de drogasAeroporto de Guarulhos

Mais de Brasil

Lula cita 'liberdade de expressão' para justificar pedido de voto em Boulos

Número de mortos estabiliza em 149 devido às fortes chuvas no RS; veja serviços parados

Frente fria: 5 cidades do Brasil terão menor temperaturas do ano hoje; RS tem risco de geada

Cassinos, bingos e jogo do bicho legalizados no Brasil? Projeto entra em discussão no Senado

Mais na Exame