Brasil

Aeroporto de Porto Alegre continuará fechado pelo próximo mês, diz FAB

Terminal aéreo está interditado para pousos e decolagens desde 3 de maio

Mateus Omena
Mateus Omena

Repórter da Home

Publicado em 28 de maio de 2024 às 17h40.

Tudo sobreEnchentes no RS
Saiba mais

O Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, permanecerá fechado pelo menos até o dia 10 de agosto devido ao alagamento na região. A decisão foi divulgada pelo Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo), órgão vinculado à FAB (Força Aérea Brasileira).

O terminal aéreo está interditado para pousos e decolagens desde 3 de maio, em decorrência das enchentes que assolam o Rio Grande do Sul há quase um mês.

"Após esse período, se a restrição persistir, um Suplemento AIP pode ser emitido, com validade máxima de três anos, para informações temporárias de longa duração", explica a Aeronáutica, em um comunicado.

Segundo a concessionária Fraport Brasil, as operações no aeroporto de Porto Alegre seguem suspensas por tempo indeterminado.

"Os danos causados à estrutura do sítio aeroportuário só poderão ser mensurados após a redução no nível da água. Somente após esse diagnóstico será possível avaliar eventual impacto no contrato de concessão", diz a empresa.

Devido ao fechamento do Aeroporto Salgado Filho, a Base Aérea de Canoas, localizada na Região Metropolitana de Porto Alegre, passou a receber temporariamente aviões comerciais de passageiros. Por enquanto, estão autorizados a pousar no aeroporto militar dois voos diários, mas a partir da próxima semana, esse número aumentará para cinco.

Com a redução no nível das águas do lago Guaíba, em Porto Alegre, quase toda a pista do aeroporto internacional, que estava submersa, ficou mais visível, mas ainda não se sabe em que estado ela se encontra e os danos causados pelas enchentes.

Estado de calamidade no RS

De acordo com o boletim da Defesa Civil gaúcha, desta terça-feira, 169 pessoas morreram em decorrência da tragédia das chuvas no Rio Grande do Sul. O número de desaparecidos caiu de 56 para 53 pessoas.

O comunicado também informa que 2,3 milhões de gaúchos de 469 municípios já foram afetados até agora pela tragédia climática. Há 581 mil pessoas desalojadas e quase 49 mil em abrigos.

Acompanhe tudo sobre:Porto AlegreEnchentes no RS

Mais de Brasil

Arthur Lira pauta PEC da Anistia no plenário da Câmara nesta terça-feira

Mauro Cid chega à PF e presta novo depoimento sobre caso do desvio de joias do acervo presidencial

Funai defende continuidade de ações na Terra Yanomami

Datafolha: governo Lula é aprovado por 36% e desaprovado por 31%

Mais na Exame