Tecnologia

Tinder lança recurso para definir se usuário quer relacionamento aberto ou monogâmico

À medida que os jovens solteiros abandonam a casualidade e redefinem seus relacionamentos, o Tinder se atualiza para fortalecer os novos contratos sociais do amor

Atualizações do Tinder: app aposta em relacionamento de diversas formas (Jakub Porzycki/Getty Images)

Atualizações do Tinder: app aposta em relacionamento de diversas formas (Jakub Porzycki/Getty Images)

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 16 de março de 2023 às 14h19.

Última atualização em 16 de março de 2023 às 15h47.

O Tinder quer dar suporte para que relacionamentos em formatos e acordos diversos comecem pelo aplicativo. Para tal, implementou nesta quinta-feira, 16, os novos recursos "Tipo de Relacionamento", "Pronomes" e atualizações para a ferramenta "Intenção". Todas elas com o objetivo de facilitar a apresentação do que se espera ao iniciar um conversa com o novo match.

E faz sentido. Segundo dados levantados pela própria empresa, 73% dos jovens solteiros de todos os gêneros dizem que estão procurando alguém que seja claro sobre o que deseja.

Junto disso, 52% da Geração Z preferem relacionamentos monogâmicos, 41% deles estão abertos ou buscam relacionamentos não monogâmicos, sendo relacionamentos abertos (36%) e poliamor (26%) os mais populares tipos de relacionamento não monogâmico.

E nesse quesito, entra o esclarecimento de se o esperado é um relacionamento monogâmico, aberto, passando pelo status de ''ficante'' e até amizade.

Ao grosso modo, o que agora vira uma opção nativa do app, na verdade, já era vista na descrição biográfica dos perfis. A empresa só formalizou a experiência criada pelos usuários dentro do serviço.

VEJA TAMBÉM: Sexo virtual seguro: empresa francesa lança app com criptografia dedicado ao sexting

“Nos últimos três meses, a maioria dos membros do Tinder adicionou Intenção ao seu perfil ,fazendo desta a informação mais popular no Tinder”, disse, em nota, o vice-presidente de produtos do Tinder Kyle Miller.

Como funcionam os novos recursos

Tipo de Relacionamento: os membros do Tinder agora podem indicar em que tipo de relacionamento estão interessados ao editar seu perfil: monogamia, não-monogamia, aberto(a) a tudo, curto explorar e não-monogamia ética.

Pronomes: a comunidade LGBTQIA+ é o grupo que mais cresce no Tinder e, de acordo com uma pesquisa recente feita com jovens de 18 a 25 anos, 33% concordam que sua sexualidade é mais fluida e 29% dizem que sua identidade de gênero se tornou mais fluida nos últimos 3 anos.Para ajudar todos a compartilharem sua identidade autêntica, os membros do app podem escolher até quatro pronomes para exibir em seu perfil em uma lista de mais de 15 opções, além de sua orientação sexual e identidade de gênero.

Intenção: uma atualização da ferramenta Intenção, que dá um selo para os perfis dos membros que compartilham explicitamente o quê estão procurando no Tinder. A opções são: relacionamento sério; algo sério, mas vamos ver; nada sério, mas depende; algo casual; novas amizades; e ainda não sei.

Acompanhe tudo sobre:TinderAmorApps

Mais de Tecnologia

LinkedIn atinge 75 milhões de usuários no Brasil com forte crescimento da Geração Z

Trabalhe como um streamer: Santander oferece 8 mil bolsas de estudo para gamers

5G atinge 25,92 milhões de chips ativos, mas representa apenas 10% da base móvel no Brasil

Bain compra plataforma de educação PowerSchool por US$ 5,6 bilhões e fecha capital

Mais na Exame