Tecnologia

Thales e Speedbird Aero anunciam acordo para desenvolver tecnologia de delivery por drone no Brasil

A iniciativa envolve uma equipe de engenharia do Brasil, Estados Unidos e França para criar uma plataforma de monitoramento de voos com drones

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 10 de maio de 2023 às 08h00.

Última atualização em 10 de maio de 2023 às 10h43.

Um acordo importante para o setor de logística via drones será assinado nesta quarta-feira, 10, entre a Thales, líder global em alta tecnologia, e a Speedbird Aero, startup que desenvolve drones, a ideia das duas companhias é criar sistemas avançados de gerenciamento de tráfego aéreo de drones, que serão utilizados para impulsionar um novo estágio em serviços de delivery no Brasil. A parceria será oficializada nesta quarta-feira, 10 de maio, durante a DroneShow, a feira de drones que está acontecendo em São Paulo (SP).

A colaboração entre as duas empresas envolverá equipes de engenharia da Thales no Brasil, Estados Unidos e França, que trabalharão em conjunto para desenvolver operações Beyond Visual Line-of-Sight (BVLOS), ou seja, operações em que o piloto remoto não tem visibilidade direta do drone. Nos próximos três anos, as empresas concentrarão seus esforços em estudos de viabilidade econômica de tecnologias, infraestrutura e modelos de negócios para projetos-piloto em cidades como Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo, além de possíveis expansões para outras localidades ao longo dos projetos.

A Thales, reconhecido player tecnológico por trás de mais de 80% do tráfego aéreo do mundo, tem investido no desenvolvimento e integração de sistemas que permitem o controle eficiente do espaço aéreo para plataformas ATM e UTM. A empresa já possui projetos em andamento na América Latina, Estados Unidos, Europa e Oceania, e agora, com o apoio da Speedbird Aero, intensificará seus planos para o Brasil.

Luciano Macaferri, diretor geral da Thales Brasil, destaca: "Estamos entusiasmados com as oportunidades de negócios que o mercado de drones oferece, e a parceria com a Speedbird fortalece ainda mais nossos planos de expansão no Brasil".

A Speedbird Aero, por sua vez, já é reconhecida como um pioneira do mercado brasileiro. Recentemente, recebeu um aporte de R$ 35 milhões, liderado pelo fundo americano Bela Juju Ventures, que deu mais tração à novata fundada em Franca (SP), em 2018.

A empresa também é a primeira a obter autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para realizar entregas comerciais por meio de drones e já possui contratos com grandes empresas nacionais, como iFood, Grupo Pardini, Natura e Claro. Além do Brasil, a Speedbird Aero já opera em Israel e nos Estados Unidos, e recentemente se tornou a primeira empresa autorizada a voar a partir de um aeroporto internacional ativo em Eilat, Israel. Além disso, realizou as primeiras entregas de material biológico BVLOS em uma distância de 25 km entre hospitais no norte do país.

Com essa parceria estratégica, o CEO da SpeedBird Manoel Coelho acredita que "a parceria estratégica com a Thales trará a tecnologia e a expertise necessárias no espaço ATM/UTM para apoiar e expandir as operações comerciais diárias da Speedbird BVLOS no Brasil e em outros países. Será um grande passo na construção de operações de entrega de drones comerciais seguras, escaláveis e sustentáveis".

Acompanhe tudo sobre:DronesEngenhariaDelivery

Mais de Tecnologia

Aeroportos registram queda no extravio de bagagens após implementação de novas tecnologias

Volta do presencial prejudica profissionais de tecnologia do Norte e Nordeste

IBM Consulting troca gerente geral para renovar foco em projetos de inteligência artificial

Tecnologia vira aliada no cuidado de idosos na China

Mais na Exame