Tecnologia

Steve Jobs apresenta novo iPhone

São Paulo - A Apple realiza hoje a partir das 14 horas (horário de Brasília), a edição anunal da WWDC (Worldwide Developer Conference), em São Francisco. No evento, comandado pelo CEO da empresa, Steve Jobs, a expectativa é que seja apresentada a nova geração do iPhone, a 4G, também chamada, nos bastidores, de iPhone HD. O […]

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 17 de setembro de 2010 às 11h03.

São Paulo - A Apple realiza hoje a partir das 14 horas (horário de Brasília), a edição anunal da WWDC (Worldwide Developer Conference), em São Francisco. No evento, comandado pelo CEO da empresa, Steve Jobs, a expectativa é que seja apresentada a nova geração do iPhone, a 4G, também chamada, nos bastidores, de iPhone HD.

O lançamento da nova versão do aparelho ainda não foi confirmada pela Apple, mas alguns protótipos já "vazaram" para as mãos de blogueiros de vários países, revelando características inexistentes nas gerações mais antigas, como uma câmera frontal que deve permitir a realização de chamadas por videoconferência.

Em geral, o WWDC da Apple serve de palco para o anúncio de novos produtos da empresa. Outros lançamentos importantes que podem ser feitos neste ano, segundo especialistas do setor de tecnologia, são uma nova versão do navegador Safari e uma nova versão do sistema operacional do iPad, embora tudo ainda não passe de especulação.

Acompanhe a cobertura em tempo real do evento:

 

http://www.coveritlive.com/index2.php/option=com_altcaster/task=viewaltcast/altcast_code=e7e7c3594e/height=600/width=410

Acompanhe tudo sobre:AppleCelularesEmpresáriosEmpresasEmpresas americanasempresas-de-tecnologiaiPhonePersonalidadesSmartphonesSteve JobsTecnologia da informação

Mais de Tecnologia

Google adia planos de bloquear cookies de terceiros mais uma vez

Meta ajusta projeções financeiras e planeja aumentar gastos em 2024

União entre Republicanos e Democratas contra o TikTok mostra o quão difícil é banir um aplicativo

Google proíbe impulsionamento de conteúdo político para as eleições de 2024 no Brasil

Mais na Exame