Tecnologia

Sam Altman investe em mais de 400 empresas e tem patrimônio de R$ 13 bilhões

CEO da OpenAI é investidor prolífico e tem grande participação em inúmeras empresas

Patrimônio de Sam Altman ultrapassou os R$ 13 bilhões, segundo a Bloomberg (Chris Ratcliffe/Getty Images)

Patrimônio de Sam Altman ultrapassou os R$ 13 bilhões, segundo a Bloomberg (Chris Ratcliffe/Getty Images)

Fernando Olivieri
Fernando Olivieri

Redator na Exame

Publicado em 3 de junho de 2024 às 13h31.

Última atualização em 4 de junho de 2024 às 10h11.

Tudo sobreOpenAI
Saiba mais

Sam Altman e seus fundos de investimento investiram em mais de 400 empresas. Segundo o Wall Street Journal, Altman é um dos investidores individuais mais prolíficos do Vale do Silício, com participações no valor de pelo menos R$ 13,6 bilhões (US$ 2,8 bilhões) até o início deste ano.

O CEO não possui participação na OpenAI, que foi avaliada em R$ 418 bilhões (US$ 86 bilhões). Ele supostamente recebe um salário anual de cerca de R$ 316 mil (US$ 65 mil). No entanto, seu patrimônio líquido recentemente ultrapassou a marca de R$ 9,7 bilhões (US$ 2 bilhões), de acordo com a Bloomberg.

Grande parte disso se deve ao seu vasto portfólio de investimentos, que inclui grandes empresas como Reddit e Stripe. O Wall Street Journal relatou que Altman também utiliza uma linha de crédito de seu banco, JPMorgan Chase, que lhe permite investir centenas de milhões de dólares em startups privadas.

Investimentos em IA

A reportagem do Journal mencionou que várias das startups nas quais Altman investiu também fazem negócios com a OpenAI, levantando questões sobre potenciais conflitos de interesse para o CEO da empresa de inteligência artificial. Um exemplo recente foi o anúncio de uma parceria entre OpenAI e Reddit, que fez as ações da empresa subirem mais de 10% e aumentou a participação pessoal de Altman no Reddit em R$ 336 milhões (US$ 69 milhões).

Em uma postagem no blog sobre a parceria, a OpenAI afirmou que Altman não esteve envolvido no acordo, que foi liderado pelo COO da empresa e aprovado por seu conselho independente de diretores. Porta-voz de Altman recusou-se a comentar sobre quaisquer potenciais conflitos de interesse entre a OpenAI e seus investimentos pessoais. Bret Taylor, presidente do conselho da OpenAI, disse ao veículo que Altman "consistentemente seguiu políticas e foi transparente sobre seus investimentos."

"Sam está totalmente focado em seu papel como CEO. Gerenciamos cuidadosamente quaisquer potenciais conflitos e sempre colocamos a OpenAI e nossa missão em primeiro lugar", disse Taylor.

Helen Toner, ex-membro do conselho da OpenAI, que ajudou a conduzir a breve demissão de Altman da OpenAI em novembro passado, recentemente acusou o CEO de "reter informações" e "distorcer" o que estava acontecendo.

Em um episódio do podcast "The TED AI Show", Toner afirmou que Altman não informou ao conselho que anteriormente possuía o fundo de startups da OpenAI. Taylor, em uma declaração ao podcast na época, disse: "Estamos desapontados que Toner continue revisitando esses assuntos".

Conheça as maiores feiras de tecnologia do mundo

Acompanhe tudo sobre:Sam AltmanOpenAIStartupsInteligência artificial

Mais de Tecnologia

Apple 'aposenta' modelos de iPhone, iPod e iMac; veja quais

X pode virar um OnlyFans depois da liberação de conteúdo pornô?

Como traçar rotas no Google Maps pelo celular

Agência espiã dos EUA recomenda que você reinicie o celular uma vez por semana

Mais na Exame