Tecnologia

RIM está sob ameaça de perder clientes corporativos, diz estudo

Bangalore - A fabricante do smartphone BlackBerry, Research In Motion, está sob ameaça, uma vez que deve perder muitos de seus clientes corporativos para o iPhone e celulares com o sistema operacional Android, segundo pesquisa de uma corretora. As ações da companhia chegaram a cair para seu nível mais baixo em 17 meses na sessão […]

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 31 de agosto de 2010 às 17h53.

Bangalore - A fabricante do smartphone BlackBerry, Research In Motion, está sob ameaça, uma vez que deve perder muitos de seus clientes corporativos para o iPhone e celulares com o sistema operacional Android, segundo pesquisa de uma corretora. As ações da companhia chegaram a cair para seu nível mais baixo em 17 meses na sessão desta terça-feira.

As ações da empresa canadense despencaram após a corretora Sanford C. Bernstein aumentar preocupações de uma queda na receita da companhia devido à perda de participação de mercado e de clientes.

As ações da RIM já caíram mais de 18 por cento este mês com a desaceleração do crescimento de seu serviço de email seguro, que sofre com pressões de rivais e com a ameaça de proibições em alguns países devido a questões de segurança.

A Índia vem pressionando a RIM a criar servidores locais no país para permitir o monitoramento de seus serviços, alegando preocupações sobre o uso do BlackBerry por terroristas para planejar ataques.

A Bernstein, em estudo feito em julho com 200 companhias no Reino Unido e nos Estados Unidos sobre seu uso de produtos de e-mail móveis, aparelhos preferidos e planos para o futuro, afirmou que 74 por cento das empresas que usam serviços de email móvel já estavam adotando plataforma alternativas ao tradicional BlackBerry.

"Quase todas essas empresas 'abriram' seus sistemas nos últimos dois anos, metade delas, nos últimos 12 meses", disse o analista Pierre Ferragu em relatório para clientes.

O BlackBerry Touch, último lançamento da RIM e seu primeiro modelo touchscreen, foi recebido com pouco entusiasmo e a companhia vem sentindo pressão de concorrentes como Apple e Nokia.

Leia mais sobre celulares

Siga as últimas notícias de Tecnologia no Twitter

 

Acompanhe tudo sobre:BlackBerryCelularesEmpresasIndústria eletroeletrônicaVendas

Mais de Tecnologia

Como fazer chamada de vídeo: 5 aplicativos para celular e computador

Como descobrir a senha do Wi-Fi que estou conectado

Mulheres cansaram dos aplicativos de namoro e estão usando cada vez menos, mostra pesquisa

Mais na Exame