Qualcomm lança fundo de US$ 100 milhões para investir no metaverso

O plano da empresa é fomentar ideias embrionárias que possam desenvolvedores e aprimorar mundos de realidade virtual, aumentada e mista
Cristiano Amon, presidente e CEO da Qualcomm: capital de risco para acelerar o metaverso (Germano Lüders/Exame)
Cristiano Amon, presidente e CEO da Qualcomm: capital de risco para acelerar o metaverso (Germano Lüders/Exame)
A
André LopesPublicado em 21/03/2022 às 14:04.

A americana Qualcomm, de componentes eletrônicos, anunciou nesta segunda-feira, 21, o lançamento do fundo Snapdragon Metaverse, criado para investir até 100 milhões de dólares em desenvolvedores e empresas que criam "experiências XR", termo que agrupa realidade virtual, realidade aumentada, realidade mista e inteligência artificial.

Esteja sempre informado sobre as notícias que movem o mercado. Assine a EXAME.

A ideia da empresa é utilizar o montante para aplicar capital por meio de investimentos de risco em empresas líderes de XR pela Qualcomm Ventures e um programa de subsídios da Qualcomm Technologies, Inc.

"Nós entregamos a tecnologia e as experiências de plataforma inovadoras que permitirão que o consumidor e a empresa construam e se envolvam no metaverso e permitam que os mundos físico e digital sejam conectados. A Qualcomm é o ingresso para o metaverso", disse Cristiano Amon, presidente e CEO da Qualcomm, em nota.

Segundo a empresa, sua contribuição em inovações que antecedem o metaverso, como o 5G e IA, é um sinal de que ela faz parte das grandes evoluções da computação e se mantém líder em tecnologias essenciais.

Com o novo fundo, os destinatários podem ter a oportunidade de obter acesso antecipado à tecnologia de ponta da plataforma XR, kits de hardware, uma rede global de investidores e suporte para marketing e divulgação tudo por conta da Qualcomm.

 

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

 

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.