Novo monitor da Samsung chega com recursos de smart TVs

TV ou monitor? Novo aparelho mistura funcionalidades dos dois produtos e conta com sistema operacional Tizen, utilizado em televisores da marca
 (Divulgação/Samsung)
(Divulgação/Samsung)
Por Lucas AgrelaPublicado em 17/08/2021 15:52 | Última atualização em 17/08/2021 16:09Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Em tempos de home office, a sul-coreana Samsung aposta em uma nova categoria de produtos: monitores inteligentes. O primeiro lançamento a chegar ao Brasil é o Smart Monitor M5, que funciona conectado a um computador ou notebook, mas também possui o sistema operacional Tizen, usado nas smart TVs da marca.

O aparelho pode, por exemplo, reproduzir vídeos do YouTube e possui controle remoto, como um televisor. Ao mesmo tempo, o M5 não deixa de lado recursos dos monitores Samsung, como o "Eye Saver", que ajusta a emissão de luz da tela para evitar a fadiga ocular, e o Game Mode, que ajusta cores e contraste de imagem, além de permitir a visualização em proproção 21:9.

O monitor é o primeiro a contar com a tecnologia AirPlay 2, que viabiliza a projeção sem fio de imagens do iPhone e outros dispositivos da Apple. O aparelho tem tela de 24 polegadas, com resolução de imagem Full HD, e chega às lojas a partir de hoje. O preço sugerido do produto é de 1.849 reais.

"O M5 tem recursos que não se comparam aos de outras categorias de monitores ou opções da concorrência. Isso traz uma oportunidade muito bacana para os fãs da marca", afirma Kauê Melo, diretor da divisão de B2B e monitores da Samsung Brasil, em entrevista para a EXAME. "Esse é um produto que vai do home ao office e vice-versa. Ele te acompanha no trabalho e no lazer. O M5 permite usar os aplicativos de streaming e canais abertos com o aplicativo Samsung TV Plus."

A consultoria IDC estima que o mercado de tecnologia, informática e comunicações no Brasil deve crescer 7% em 2021. No ano passado, globalmente, as vendas de monitores cresceram 8,3% ante 2019, totalizando 136,6 milhões de equipamentos comercializados. Para o ano de 2021, o segmento deve crescer 8,7%.

Quais são as tendências entre as maiores empresas do Brasil e do mundo? Assine a EXAME e saiba mais.