Tecnologia
Acompanhe:

Microsoft supera Apple e se torna empresa mais valiosa do mundo

A criadora do iPhone não atendeu às expectativas do mercado no último balanço corporativo

Satya Nadella: CEO lidera a empresa desde 2014 (Lucas Jackson/Reuters)

Satya Nadella: CEO lidera a empresa desde 2014 (Lucas Jackson/Reuters)

L
Lucas Agrela

29 de outubro de 2021, 12h17

A Microsoft superou a Apple em valor de mercado nesta sexta-feira e tornou-se a empresa mais valiosa do mundo. A criadora do iPhone anunciou resultados abaixo do esperado por enfrentar dificuldades com a cadeia de fornecimento de componentes para seus produtos, enquanto a Microsoft surfa na alta da computação em nuvem, com seu conjunto de soluções da divisão Azure.

Nesta manhã, a Microsoft chegou a valer 2,45 trilhões de dólares, enquanto o valor da Apple era de 2,41 trilhões de dólares.

As vendas de iPhones no último trimestre tiveram alta de 47% na comparação anual, mas, mesmo assim, foram abaixo das expectativas do mercado. 

No balanço corporativo do último trimestre, a Microsoft apresentou crescimento de 22% em sua receita na comparação anual.

Não é a primeira vez que a Microsoft supera a Apple em valor de mercado. O mesmo aconteceu em 2020, quando as restrições sanitárias para conter a pandemia de covid-19 afetaram a cadeia de fornecimento de componentes para os produtos da Apple. 

A Apple espera superar os problemas semelhantes que enfrenta agora até o final do ano.