Acompanhe:

Smartphones serão cada vez mais essenciais, diz Cook

Em entrevista rara, Tim Cook, CEO da Apple, afirmou que smartphones serão ainda mais indispensáveis com o tempo. Veja mais que o executivo falou

Modo escuro

Continua após a publicidade
Tim Cook: CEO da Apple acredita que smartphones serão ainda mais indispensáveis no futuro (Marlene Awaad/Bloomberg)

Tim Cook: CEO da Apple acredita que smartphones serão ainda mais indispensáveis no futuro (Marlene Awaad/Bloomberg)

V
Victor Caputo

Publicado em 15 de agosto de 2016 às, 17h24.

São Paulo – Com o tempo, o iPhone e smartphones serão ainda mais essenciais para as pessoas. A afirmação é de Tim Cook, CEO da Apple, em uma extensa entrevista ao The Washington Post.

Para Cook, isso acontecerá por conta dos avanços com inteligência artificial. “Inteligência artificial fará do smartphone um produto ainda mais essencial para você. Ele será um assistente ainda melhor do que é hoje. Você provavelmente não sai de casa sem ele hoje—você realmente será conectado a ele no futuro”, disse Cook.

Para o CEO da Apple, o mercado de smartphones ainda é extremamente valioso. “Não estou dizendo que não vamos fazer mais nada. Estou dizendo que essa ainda é uma categoria de produtos incrível para se estar, e não somente para o próximo trimestre, mas por anos e anos”, falou.

Questionado, Cook também falou sobre as suas falhas como CEO da Apple até agora. Uma, bastante lembrada por consumidores, foi o Apple Mapas. O aplicativo de mapas foi criado para substituir o equivalente do Google, que vinha instalado no sistema operacional iOS em iPhones e iPads.

O produto, no entanto, foi lançado um pouco precocemente e veio recheado de bugs e erros que incomodavam os usuários e virou motivo de piadas. “Hoje temos um produto do qual nos orgulhamos. Mas temos honestidade o suficiente para admitir que não era o nosso melhor trabalho”, explicou Cook.

Outro erro, este de cunho empresarial, foi a contratação de John Browett para ser o responsável por varejo da empresa. Browett foi dispensado depois de apenas seis meses. “Ele não se encaixava culturalmente, está é uma boa maneira de descrever o problema”, explicou de forma misteriosa o CEO.

Cook afirmou na entrevista que a Apple vem trabalhando com realidade aumentada (ou RA, para os íntimos). “Realidade aumentada é extremamente interessante e uma espécie de tecnologia central”, revelou. O CEO foi esguio para não responder sobre projetos futuros, mesmo sendo diretamente perguntado sobre a possibilidade de Apple lançar novos produtos como um carro ou uma televisão.

Steve Jobs

Tim Cook foi também questionado sobre Steve Jobs, co-fundador e ex-CEO da empresa. “Para mim, Steve não era substituível. Por ninguém. Ele era um original de uma espécie. Eu nunca achei que esse fosse meu papel aqui”, disse.

Ele ainda contou que acreditava que Jobs ficaria por perto por mais tempo, logo que assumiu a presidência executiva da Apple. “Foi muito rápido. O dia que ele morreu foi como o pior dia da história.”

Últimas Notícias

Ver mais
Google faz teste de ferramenta polêmica de IA com jornalistas
Inteligência Artificial

Google faz teste de ferramenta polêmica de IA com jornalistas

Há 3 horas

Apple desiste de fabricar carros elétricos após 10 anos de pesquisa
Tecnologia

Apple desiste de fabricar carros elétricos após 10 anos de pesquisa

Há 4 horas

Porto tem trimestre acima do consenso; Kakinoff quer manter ritmo de crescimento
Exame IN

Porto tem trimestre acima do consenso; Kakinoff quer manter ritmo de crescimento

Há 12 horas

Na WEG, a falácia da baixa rentabilidade fora do Brasil
Exame IN

Na WEG, a falácia da baixa rentabilidade fora do Brasil

Há 16 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais