Apple ultrapassa Samsung na venda de smartphones em trimestre de ouro

Com mais de 90,1 milhões de iPhones vendidos no 4º trimestre, a empresa da maçã superou sua rival coreana no trimestre

O mercado de smartphones fechou o 4º trimestre de 2020 com uma nova líder. Segundo a consultoria IDC, a Apple superou a rival Samsung (e as concorrentes chinesas) e foi a empresa que mais vendeu celulares entre os meses de outubro e dezembro do ano passado. A fabricante do iPhone, que faturou mais de 110 bilhões de dólares no trimestre, teve 23,4% das vendas.

A empresa da maçã aumentou suas vendas em 22,2% e vendeu 90,1 milhões de iPhones no período – o que gerou uma receita de 65,6 bilhões de dólares, 17% maior do que a registrada em 2019. Maior rival, a Samsung, que cresceu 6,2%, comercializou 73,9 milhões de aparelhos e terminou o trimestre com uma fatia de 19,1% do mercado de celulares no planeta.

A chinesa Xiaomi, na terceira posição, foi a companhia que mais cresceu no 4º trimestre com uma alta de 32% nos negócios de sua divisão de celulares. Foram 43,3 milhões de unidades vendidas, o que corresponde a 11,2% do total. Oppo, com 33,8 milhões de aparelhos comercializados e uma fatia de 8,8% das vendas totais vem na sequência.

Ao contrário da Xiaomi, a chinesa Huawei teve um trimestre bem abaixo. A companhia, que enfrentou grandes para operar fora da China – principalmente nos Estados Unidos – viu a venda de smartphones despencar 42,4% no trimestre para apenas 32,3 milhões de unidades vendidas e uma participação de 8,4% do mercado.

Os resultados do 4º trimestre surpreenderam as análises feitas meses atrás e mudaram completamente o ranking anual de vendas. A Samsung permanece na liderança com 266,7 milhões de aparelhos vendidos (20,6% do total). A Apple, por sua vez, roubou o segundo lugar da Huawei com vendas 206,1 milhões contra 189 milhões de unidades.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.