Tecnologia

Dúvidas sobre a saúde de Jobs continuam após anúncio do iPad 2

O CEO da Apple agradou aos fãs no show de lançamento do iPad 2, mas estava ainda mais magro e não há notícia de que esteja voltando ao comando da Apple

Steve Jobs, o fundador da Apple, apresenta o iPad 2 (Justin Sullivan / Getty Images)

Steve Jobs, o fundador da Apple, apresenta o iPad 2 (Justin Sullivan / Getty Images)

Maurício Grego

Maurício Grego

Publicado em 3 de março de 2011 às 06h30.

São Paulo —  Recebido com aplausos no palco do Yerba Buena Center for the Arts, em San Francisco, onde se realizou o evento da Apple, Steve Jobs falou com segurança sobre o novo iPad, atacou os concorrentes nas entrelinhas e mostrou-se contente quando o público demonstrava aprovação.

Numa olhada rápida, era o mesmo Jobs dos últimos anos, em seu uniforme habitual: blusa preta com gola rulê e calça jeans, além de óculos com lentes redondas, no estilo John Lennon. Mas quem o comparasse com fotos ou vídeos de três anos atrás notaria que, aos 56 anos, Jobs está ainda mais magro. No palco, parecia sobrar tecido em sua blusa preta.

A apresentação aconteceu em meio a mais uma rodada de dúvidas sobre a saúde do fundador da Apple. Ele está afastado da empresa para tratamento médico desde janeiro. Seu histórico é conhecido. Teve câncer no pâncreas em 2004. Uma intervenção cirúrgica ampla e complexa foi necessária para remover o tumor e manter a parte sadia do órgão em funcionamento. 

Em 2009, Jobs teve de se submeter a um transplante de fígado. A exata razão para essa cirurgia permanece obscura. Mas é compreensível que as sucessivas intervenções no aparelho digestivo o tenham levado à perda de peso. Jobs é vegetariano e, como consequência das cirurgias, deve ter outras restrições alimentares.

Jobs não deu explicações sobre seu afastamento atual, o que ajuda a alimentar as especulações sobre sua saúde. O que ficou claro é que ele não está totalmente inativo. Duas semanas atrás, o fundador da Apple compareceu a um jantar com o presidente americano Barack Obama. E, no Yerba Buena, ele foi o dono do palco. Mas, pelo menos por enquanto, não há notícia de que esteja voltando ao comando da Apple. 

Acompanhe tudo sobre:AppleEmpresáriosEmpresasEmpresas americanasempresas-de-tecnologiaiPadiPhonePersonalidadesSteve JobsTabletsTecnologia da informação

Mais de Tecnologia

Como fazer chamada de vídeo: 5 aplicativos para celular e computador

Como descobrir a senha do Wi-Fi que estou conectado

Mulheres cansaram dos aplicativos de namoro e estão usando cada vez menos, mostra pesquisa

Mais na Exame