Tecnologia
Acompanhe:

Apple inaugura loja virtual de aplicativos para Mac

Serviço pode ser acessado por meio de conta do iTunes após atualização para o Mac OS X 10.6.6

Apple quer repetir sucesso da App Store para iOS no Mac OS X (Divulgação/Apple)

Apple quer repetir sucesso da App Store para iOS no Mac OS X (Divulgação/Apple)

C
Célio Yano

9 de junho de 2011, 20h55

São Paulo – A Mac App Store, loja virtual de aplicativos para Mac, foi inaugurada pouco antes do meio-dia (horário brasileiro de verão) desta quinta-feira (6). O serviço pode ser acessado por usuários do sistema operacional Snow Leopard assim que é feita a atualização do Mac OS X para a versão 10.6.6.

Através da plataforma, o usuário pode baixar e instalar programas, gratuitos ou pagos, da mesma forma que funciona da loja de aplicativos para iOS. O acesso é feito por meio de uma conta iTunes.

“Com mais de mil aplicativos, a Mac App Store está pronta para um grande começo”, disse o presidente-executivo da Apple, Steve Jobs, em nota. “Acreditamos que os usuários vão amar esta inovadora nova maneira de descobrir e comprar seus aplicativos favoritos”. Nesta primeira etapa, a Mac App Store é liberada para 90 países, incluindo o Brasil.

Entre os aplicativos disponíveis no serviço está o pacote iLife ’11, cujas ferramentas iPhoto, iMovie e GarageBand podem ser adquiridas individualmente por US$ 14,99. O catálogo completo está dividido em categorias como educação, jogos, gráficos & design, estilo de vida, produtividade e utilidade, entre outros. A ferramenta permite ainda buscar pelos últimos lançamentos, os aplicativos mais baixados e os mais bem avaliados.

Da mesma forma que funciona a App Store para iPhone, iPod touch e iPad, a Mac App Store recebe aplicativos de desenvolvedores e avalia se os produtos cumprem as regras de conduta para poderem ser disponibilizados para download. No caso dos aplicativos pagos, os desenvolvedores é que decidirão o preço e ficarão com 70% da receita das vendas. Os programadores que criarem aplicativos gratuitos não precisarão pagar para hospedar ou divulgar suas criações.