Tecnologia

90% dos provedores de internet no Brasil oferecem conexão por fibra óptica

Pesquisa TIC Provedores aponta que existem mais de 12 mil empresas provedoras de internet no Brasil

Fibra Óptica: modelo de conexão de maior qualidade cresce como produto oferecido pelos provedores no Brasil (Thinkstock/Streager/Getty Images)

Fibra Óptica: modelo de conexão de maior qualidade cresce como produto oferecido pelos provedores no Brasil (Thinkstock/Streager/Getty Images)

TL

Thiago Lavado

Publicado em 7 de julho de 2021 às 19h19.

Última atualização em 7 de julho de 2021 às 19h22.

Cresce o número de provedores que trabalham com a tecnologia de fibra óptica no Brasil. O dado é parte do levantamento TIC Provedores, que afere o atual panorama do setor de internet e provedores no país. Esta é a quarta edição levantamento, realizado pelo pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).

De acordo com a pesquisa, que contém os dados de 2020, existem hoje 12.826 provedores de internet no Brasil, a maioria deles são micro e pequenas empresas, atuando em, no máximo, 5 municípios.

As regiões nordeste e sudeste lideram o oferecimento da tecnologia de fibra óptica, disponível em 92% e 93% dos provedores respectivamente. O resultado da atual pesquisa é um avanço na distribuição da internet de maior velocidade e qualidade no Brasil — desde o último levantamento, feito em 2017, subiu 13 pontos percentuais a disponibilidade de fibra óptica junto aos provedores.

De acordo com Leonardo Melo, coordenados das pesquisas TIC Empresas e TIC Provedores, apesar do aumento da cobertura de fibra óptica no país, a disponibilidade dela para os usuários finais pode variar. "Geralmente, as empresas provedoras trabalham com todas as formas de tecnologia de acesso de forma simultânea, adaptando para as necessidades locais", disse.

Com o crescimento da fibra, outros modelos de conexão, que eram bastante comuns no Brasil, perdaram peso nos indicadores da TIC Provedores. As conexões via rádio, que em 2017 eram disponibilizadas por 84% dos provedores, agora estão disponivéis em 73% das empresas. O cabo UTP, que fazia parte do catálogo de 51% das provedoras teve queda e atualmente está em 46%.

Os modem 4G triplicaram, de 1% em 2017 para 3% na pesquisa do ano passado, enquanto que as conexões via satélite se mantiveram em 1%.

Pela primeira vez, o levantamento também contemplou questões de segurança e mediu ataques de negação de serviço (DDoS): 26% das empresas afirmam ter sido alvo desse tipo de ataque, com incidência maior nas empresas que têm maior porte.

A pesquisa também traz dados importantes sobre participação dos provedores em pontos de tráfego e entrega de serviço IPv6. Os dados completos estão no site da Cetic.

 

 

Acompanhe tudo sobre:Empresas de internetInternet

Mais de Tecnologia

A resposta da China para os bloqueios dos EUA: US$ 47 bilhões para autossuficiência em chips

Que música está tocando? Veja 5 formas de descobrir

Lei que regula pesquisa clínica com seres humanos é sancionada após nove anos de tramitação

Drones brasileiros: Psyche Aerospace recebe aporte de R$ 15 milhões para drone agrícola autônomo

Mais na Exame