VTEX, de e-commerce, recebe aporte de US$ 225 mi e vira um unicórnio

A empresa havia recebido um investimento de 580 milhões de reais em novembro de 2019 dos fundos SoftBank, Gávea e Constellation Asset Management

A VTEX, empresa brasileira de comércio eletrônico fundada em 1999, recebeu uma nova rodada de investimento que a colocou no seleto grupo de unicórnios brasileiros. O investimento foi feito em uma rodada de captação série D liderada pelo fundo Tiger Global com participação da Lone Pine Capital.

O aporte recebido foi de 225 milhões de dólares, cerca de 1,25 bilhão de reais, o que avaliou a empresa em 1,7 bilhão de dólares. Startups com avaliação acima de 1 bilhão de dólares antes de serem listadas em bolsa são consideradas unicórnios, apelido dado por investidores do Vale do Silício às empresas altamente inovadoras nos mercados de atuação.

O capital será usado para a empresa fazer aquisições, contratar mais funcionários e acelerar o crescimento nos Estados Unidos, Europa e Ásia. “Vamos utilizar os recursos para investir ainda mais no produto, em customer success e em nossa expansão global, mantendo o alto ritmo de crescimento e suporte a nossos clientes, mesmo em meio a um ano tão desafiador”, disse Rafael Forte, sócio e presidente da VTEX Brasil.

Em novembro do ano passado, a empresa havia recebido um investimento de 580 milhões de reais dos fundos SoftBank, Gávea e Constellation Asset Management. Com o novo aporte, a VTEX soma 365 milhões de dólares recebidos em investimentos só nos últimos dez meses.

Durante a pandemia do novo coronavírus, a empresa de tecnologia cresceu muito provendo soluções de e-commerce para diversas marcas, como Sony, AB InBev, Walmart, Cobasi, Coca-Cola e C&A.

Em maio e junho de 2020, as vendas online pela plataforma subiram mais de 100% em relação ao ano passado no Brasil. “A demanda aumentou nos mais diversos níveis. Desde aquela loja que abriu no digital durante a pandemia até a outra que achava que estava preparada e não deu conta do número de pedidos”, disse Rafael Forte, presidente da VTEX no Brasil, em entrevista anterior à EXAME.

Hoje, a VTEX já tem mais de 3.000 clientes em 42 países, com escritórios em 16 cidades do mundo. A empresa projeta fechar 2020 com faturamento 114% maior que em 2019, com 8 bilhões de dólares em volume bruto de mercadorias transacionadas.

 

 

 

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.