Startup Revelação do Ano, Transfeera recebe aporte de R$ 3 milhões

A fintech de Joinville foi a vencedora na categoria de Startup Revelação do Ano no prêmio Startup Awards 2020, organizado pela ABStartups

A fintech de gestão e processamento de pagamentos Transfeera acaba de anunciar ter recebido um aporte de 3 milhões de reais liderado pelo fundo Goodz Capital e com a participação da Bossa Nova Investimentos, Honey Island e Curitiba Angels. Na sexta-feira, 23, a empresa foi eleita a Startup Revelação do Ano no prêmio Startup Awards 2020, organizado pela Associação Brasileira de Startups.

Fundada em 2017 em Joinville, a Transfeera nasceu para simplificar os pagamentos entre pessoas e empresas. Com contas nos cinco principais bancos do país, a fintech conseguia intermediar as transações para zerar o valor das transferências — dos clientes, cobrava apenas 1 real pelo serviço. “Basicamente a gente tava entregando em 2016 o que o Pix vai entregar em 2020”, diz Guilherme Verdasca, presidente e fundador da startup.

Com o tempo, os sócios-fundadores (Verdasca, Fernando Nunes e Rafael Negherbon) perceberam que poderiam ganhar mais dinheiro se focassem sua energia no atendimento de empresas. O primeiro grande cliente do modelo de processamento de pagamentos da Transfeera foi o unicórnio brasileiro Ebanx. Com o case de sucesso deles, a fintech atraiu mais de 180 empresas, entre elas iFood, Rappi, Unilever e Kimberly-Clark.

Atualmente, a Transfeera ajuda as empresas a reduzir os custos operacionais com pagamentos. O algoritmo da startup consegue identificar possíveis erros nas transações, como número de conta incorreto, garantindo que as companhias clientes paguem sempre às pessoas certas. “Diminuímos as falhas de 15% para 2%, o que é muito significativo para empresas que fazem milhares de transações por dia”, diz Verdasca.

Os clientes pagam um valor por cada transação que é feita com sucesso pela plataforma da fintech. A taxa, que começa a 3,50 reais por unidade, pode chegar a centavos a depender do volume de pagamentos realizados por mês. Com a chegada do Pix em novembro, a startup ainda está definindo os novos preços — que devem ser ainda menores.

Planos e investimentos

A pandemia acabou ajudando a trazer mais clientes para a fintech. De março a outubro, a empresa quadruplicou sua receita mensal. “Com a digitalização de muitos negócios, subadquirentes, fintechs e empresas de delivery cresceram muito. A Transfeera cresceu ajudando esses negócios a validar seus dados de pagamento”, diz Verdasca.

O faturamento, que foi de 1,5 milhão de reais em 2019, vai chegar perto dos 5 milhões neste ano, segundo os sócios. Para conseguir manter o ritmo de crescimento, a startup contratou mais de dez pessoas ao longo do ano e ainda tem vagas em aberto. A expectativa é que a empresa, que tem 25 funcionários hoje, termine 2021 com 70 empregados.

O aporte, então, chega em um momento em que a Transfeera espera expandir sua atuação, oferecendo a seus clientes soluções de crédito, serviços antifraude, investimentos e aplicações.

“O investimento vai nos apoiar no processo de regulação junto ao Banco Central, permitindo que a Transfeera possa evoluir de uma Fintech as a Service (FaaS) para ser o primeiro marketplace banking brasileiro, com soluções direcionadas para resolver as dores de nossos clientes”, afirma o presidente da startup.

O desafio para os próximos meses, segundo o presidente da fintech, será concluir o processo de regulação junto ao Banco Central para virar uma instituição de pagamento. Com isso resolvido, a empresa planeja se debruçar sobre o Pix, se tornando uma referência antifraude no novo sistema.

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.