SoftBank e Viking investem US$ 250 milhões em fintech de pagamentos

A fintech também estuda uma oferta pública inicial para levantar mais capital e fornecer aos investidores uma maneira de lucrar, mas que não seria neste ano

Por Cristiane Lucchesi e Cyntia Barrera Diaz, da Bloomberg

Há um novo unicórnio na América Latina: a Clip, uma fintech de pagamentos no México com foco em pequenas e médias empresas.

A empresa recebeu uma injeção de capital de US$ 250 milhões do fundo latino-americano do SoftBank Group e da Viking Global Investors, alcançando um valuation de US$ 2 bilhões, segundo Adolfo Babatz, fundador e presidente da Clip.

“Estamos planejando crescer agressivamente e contratar cerca de 320 pessoas nos próximos 18 meses”, disse Babatz em entrevista por vídeo da Cidade do México. Ele disse que aquisições estão no radar para atrair “os melhores talentos possíveis”.

O potencial é grande: os mexicanos têm, em média, cerca de 1,5 cartão por pessoa, mas que são usados em apenas cerca de 40 transações por ano, porque poucos lugares os aceitam, disse Babatz. Das quase 11 milhões de empresas no México, apenas cerca de 1 milhão aceitam pagamentos com cartão, estima.

“A Clip está tentando preencher essa lacuna”, afirmou.

Fundada em 2012, a Clip tem 600 funcionários e oferece três dispositivos de pagamento diferentes, incluindo um leitor de cartão de crédito de US$ 7 que pode ser inserido em smartphones. Guias turísticos, pequenas lojas, vendedores ambulantes e outras pequenas empresas no México adotaram o serviço como uma opção de baixo custo para aceitar cartões, disse Babatz.

“Cerca de 85% de nossos clientes aceitavam apenas dinheiro antes de nossa empresa, então podemos realmente dizer que estamos democratizando os pagamentos digitais no México”, afirmou.

A Clip vende seus serviços e produtos online, mas também possui mais de 15 mil pontos de venda em todo o país. A empresa pode entregar os aparelhos em 24 horas em qualquer lugar do México, e no mesmo dia nas grandes cidades, segundo Babatz.

Além da sede na Cidade do México, a Clip possui escritórios em Guadalajara, no México, e em Salt Lake City, nos EUA. A fintech abriu um escritório em Buenos Aires no início do ano com o plano de acessar “um pool global de talentos”, em vez de participar do mercado de pagamentos da Argentina, disse Babatz.

Todos os funcionários da startup trabalham em casa há mais de um ano, por isso contar com equipes na Argentina ou nos Estados Unidos funciona bem, explicou o executivo.

Adiantamentos

A Clip começou a oferecer adiantamentos em dinheiro aos clientes com vencimento em três ou quatro meses, com taxas de juros de 10% a 15%. A plataforma da empresa também conta com um catálogo online para comerciantes, para que possam vender produtos pela Internet e receber pagamentos pelo mesmo canal.

Antes da última injeção de capital, a Clip já havia recebido cerca de US$ 100 milhões de investidores, incluindo da General Atlantic, seu maior acionista, Goldman Sachs, Ribbit Capital, Alta Ventures, Dalus Capital, American Express Ventures e Grupo Financiero Banorte. O SoftBank também comprou uma participação anteriormente.

A Clip estuda uma oferta pública inicial para levantar mais capital e fornecer a esses investidores uma maneira de lucrar, mas não seria em 2021, disse Babatz.

“Precisamos crescer mais, atingir mais clientes, preparar a empresa e buscar as melhores condições no mercado acionário antes de abrir o capital”, afirmou.

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importantes em tempo real.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.