PME

Serasa Experian: pontualidade de pagamentos das pequenas recua

Apenas as empresas industriais mantiveram o mesmo valor de agosto

A indústria teve o melhor desempenho no indicador (Germano Luders/EXAME)

A indústria teve o melhor desempenho no indicador (Germano Luders/EXAME)

DR

Da Redação

Publicado em 30 de maio de 2011 às 11h29.

São Paulo - Depois de chegar a um recorde histórico no mês passado, a pontualidade com que as micro e pequenas empresas pagam suas dívidas teve uma pequena queda e ficou em 95,5%.

Ou seja, a cada 1000 pagamentos feitos em setembro, apenas 45 foram pagos fora da data, com mais de sete dias de atraso.

Entre os setores, a indústria foi a que se saiu melhor, mantendo o mesmo patamar de pontualidade. Um dos motivos é o aumento da atividade já pensando nos produtos do Natal. As empresas comerciais saíram de 95,6% em agosto para 95,5% em setembro e o setor de serviços, de 95,9% para 94,9%.

Apesar da queda, o índice ainda é melhor do que o registrado no último trimestre de 2009. Para a Serasa Experian, a pontualidade de pagamentos das micro e pequenas empresas poderá recuar mais nos próximos meses por conta do pagamento do 13º salário.

O valor médio dos pagamentos feitos dentro do prazo ou com até sete dias de atraso caiu 2,7% em setembro em relação ao mês anterior, chegando a R$ 1.438,97. Em comparação ao mesmo mês do ano passado, o valor médio dos pagamentos pontuais recuou 9%.

O Indicador Serasa Experian da Pontualidade de Pagamentos das Micro e Pequenas Empresas analisa uma amostra de 600 mil micro e pequenas empresas, o que representa 8 milhões de pagamentos registrados mensalmente. A primeira medição foi feita em 2006.

Acompanhe tudo sobre:Dívidas de paísesEmpreendedoresEmpreendedorismoEmpresasempresas-de-tecnologiaExperianPequenas empresasSerasa Experian

Mais de PME

Mais na Exame