PME

Serafina traz fórmula de Nova York ao Brasil

Rede que conquistou famosos nos Estados Unidos chega ao país apostanto em bom preço e localização privilegiada

Primeiro restaurante da rede funciona na Alameda Lorena, área nobre de São Paulo

Primeiro restaurante da rede funciona na Alameda Lorena, área nobre de São Paulo

DR

Da Redação

Publicado em 10 de agosto de 2011 às 16h09.

São Paulo - Boa comida, preços justos, localização privilegiada e clientes badalados. Esta é a fórmula que a rede de restaurantes de inspiração italiana Serafina quer trazer ao Brasil.

O país é o primeiro a licenciar a marca norte-americana, que é uma das favoritas de celebridades como Tom Cruise e Leonardo Di Caprio.

Fundada em Nova York há 15 anos, a rede foi trazida ao Brasil por um grupo de empresários que já possui outros investimentos no setor de bares e restaurantes em São Paulo, incluindo o Buddha Bar e o restaurante Eu, Tu, Eles.

De acordo com Marcelo Alcântara, um dos investidores do projeto, uma das razões para apostar na marca é a alta popularidade do Serafina entre os brasileiros em Nova York, que compõem cerca de 10% do público da casa.

"A comida é eclética e o cardápio é variado. O segredo é unir preço, qualidade e estar nos locais bacanas, mas com um clima informal, que faz o cliente se sentir à vontade", conta o empresário.

A casa também pretende utilizar a popularidade entre os famosos como chamariz, a exemplo da matriz. Segundo Alcântara, a estratégia já está dando resultados. Celebridades como Reynaldo Gianecchini, Daniela Mercury, Sandy, Marcos Mion, Sabrina Sato e Luisa Brunet já passaram pela primeira loja, aberta na Alameda Lorena, área nobre da cidade de São Paulo. "Não precisamos fazer muito esforço, a própria marca atrai", diz o empresário.

A próxima unidade da rede em São Paulo deve ser aberta no shopping Iguatemi Alphaville, previsto para ser inaugurado no próximo ano. Também estão previstas unidades no Itaim Bibi, em São Paulo, e em locais a definir em Brasília e Rio de Janeiro. Cada loja tem investimento estimado em 2 milhões de reais.


O ticket médio por cliente do restaurante em São Paulo é de 65 reais e a expectativa é que entre 9 mil e 12 mil clientes passem pela casa todos os meses.

Mito fundador

A história da origem do grupo Serafina é curiosa. A ideia surgiu de um pacto dramático feito pelos fundadores Vittorio Assaf e Fabio Granato enquanto estavam perdidos em alto mar. Os dois amigos prometeram abrir um restaurante com a melhor pizza e a melhor massa do mundo se sobrevivessem à desventura.

A promessa foi cumprida em 1995, com a inauguração do Serafina Fabulous Pizza. O sucesso da empreitada motivou a abertura dos irmãos Serafina Fabulous Grill, Serafina Osteria, Serafina Broadway e Serafina at The Time Hotel.

A dupla também se aventurou por outras cozinhas, abrindo o Geisha, de inspiração japonesa; a Brasserie Cognac, com um toque francês; e o apimentado Mañana, de tradição mexicana. Todos os restaurantes ficam nos Estados Unidos.

Leia mais sobre pequenas empresas.

Siga as notícias do site EXAME sobre pequenas e médias empresas no Twitter.

Acompanhe tudo sobre:AlimentaçãoCelebridadesEmpreendedoresPequenas empresasReynaldo GianecchiniSandyTrigo

Mais de PME

Mais na Exame