Acompanhe:

'Refis para PMEs': regras para renegociação saem até terça, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro disse neste sábado (8) que o governo trabalha numa MP ou portaria após vetar o projeto que criava o Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no Simples

Modo escuro

Continua após a publicidade
O presidente Jair Bolsonaro: parlamentares já avisaram ao presidente que vão trabalhar para derrubar o veto quando o Congresso Nacional voltar, após o recesso de fim de ano. A reabertura do programa poderia permitir a renegociação de R$ 50 bilhões em dívidas (Isac Nóbrega/PR/Flickr)

O presidente Jair Bolsonaro: parlamentares já avisaram ao presidente que vão trabalhar para derrubar o veto quando o Congresso Nacional voltar, após o recesso de fim de ano. A reabertura do programa poderia permitir a renegociação de R$ 50 bilhões em dívidas (Isac Nóbrega/PR/Flickr)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 8 de janeiro de 2022 às, 18h39.

Última atualização em 8 de janeiro de 2022 às, 18h41.

O presidente Jair Bolsonaro disse neste sábado (8) que o governo trabalha para editar uma Medida Provisória ou mesmo uma portaria nos próximos dias para tratar do Refis para microempresários, pequenas e médias empresas. Após recomendação do Ministério da Economia, ele vetou ontem integralmente o projeto que criava o Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no âmbito do Simples Nacional (Relp).

Aprenda as técnicas de inovação utilizadas pelas maiores e mais lucrativas startups. Comece agora!

Segundo mostrou reportagem, parlamentares já avisaram ao presidente que vão trabalhar para derrubar o veto quando o Congresso Nacional voltar, após o recesso de fim de ano. A reabertura do programa poderia permitir a renegociação de R$ 50 bilhões em dívidas. Hoje, no Brasil, há 16 milhões de microempreendedores individuais e empresas de pequeno porte. A atual proposta de Refis foi aprovada com votação praticamente unânime no Congresso.

"Nosso interesse era aprovar, mas havia duas inconsistências, dois riscos. Não havia a fonte de compensação, o que poderia levar a um crime de responsabilidade. E existia também uma fragilidade com relação à questão da legislação eleitoral", explicou Bolsonaro há pouco.

"Eu não posso ir contra a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) com uma canetada", acrescentou.

O presidente participou da festa de aniversário do advogado Geral da União, Bruno Bianco. Bolsonaro disse que a decisão de vetar o Refis foi dele, para evitar responder um processo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e "ficar com o flanco aberto".

"Dei a missão para o (ministro da Economia) Paulo Guedes e sua equipe buscarem alternativas ainda ontem. Talvez uma MP ou uma portaria nesse sentido. Não vamos desamparar esse pessoal, eles serão atendidos com certeza até no máximo a terça-feira (11)", completou.

Bolsonaro relatou ainda que o Ministério da Economia tinha recomendado veto tanto para a desoneração da folha para 17 setores quanto para a prorrogação da isenção de IPI para taxistas e deficientes. O presidente, no entanto, contrariou a equipe econômica e sancionou as duas medidas.

"Fomos contra a economia e vencemos isso sem riscos para o nosso lado. A economia faz um trabalho excepcional, mas em alguns momentos deixa a desejar. É um ministério muito grande, Guedes é muito competente e conta com o nosso apoio. Essa queda de braço ocorre, mas Paulo Guedes tem conduzido a pasta muito bem", acrescentou.

Capitólio (MG) - O presidente Jair Bolsonaro tomou conhecimento neste sábado, pela imprensa, do acidente com lanchas em Capitólio (MG), após o deslizamento de parte de uma das paredes de um cânion visitado por turistas. Ao ver as imagens das embarcações sendo atingidas pelas pedras, o presidente determinou que sua equipe entrasse em contato com a Marinha para dar apoio no local. Antes do fim da entrevista, ele foi informado de que a Marinha já estava participando das buscas.

Últimas Notícias

Ver mais
Congresso quer novo texto para lei de empresas inadimplentes
Economia

Congresso quer novo texto para lei de empresas inadimplentes

Há 3 semanas

Encontrados os 261 móveis do Palácio da Alvorada que Lula disse terem sido levados por Bolsonaro
Brasil

Encontrados os 261 móveis do Palácio da Alvorada que Lula disse terem sido levados por Bolsonaro

Há 3 semanas

Petrobras anuncia na CeraWeek que vai perfurar 2 poços em Tayrona, na Colômbia
Brasil

Petrobras anuncia na CeraWeek que vai perfurar 2 poços em Tayrona, na Colômbia

Há 4 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais