Acompanhe:

Mirando mais negócios e talentos, GT Capital se une ao BTG Pactual

Escritório gaúcho migra para o BTG de olho na expansão do mercado, focado em uma série de contratações e no desenvolvimento de carreiras, uma de suas marcas registradas

Modo escuro

Continua após a publicidade
Time da gaúcha GT Capital, plugada ao ecossistema do BTG Pactual há quatro meses: migração de 50% da carteira em apenas um mês (Divulgação/Divulgação)

Time da gaúcha GT Capital, plugada ao ecossistema do BTG Pactual há quatro meses: migração de 50% da carteira em apenas um mês (Divulgação/Divulgação)

D
Da Redação

Publicado em 22 de abril de 2022 às, 15h07.

Última atualização em 22 de abril de 2022 às, 16h11.

De olho nas mudanças pelas quais o mercado de investimentos vem passando e alinhada às necessidades e satisfação de seus clientes, a GT Capital apostou em uma estratégia ousada e certeira: se unir ao BTG Pactual (do mesmo grupo de controle da EXAME) e à estrutura oferecida pelo maior banco de investimentos da América Latina, passando a contar com produtos, serviços e soluções ainda mais completas.

VEJA TAMBÉM:

Ranking EXAME Negócios em Expansão: inscrições vão até 30/4 e são gratuitas!

Diversos pontos foram levados em conta para a tomada de decisão, conforme destaca o sócio Rodrigo Azevedo, CFP®, CEO da GT Capital.

“A GT Capital cresceu muito, e a expansão tornou-se inevitável. Com a mudança para o BTG Pactual, trouxemos 50% da carteira ainda no primeiro mês e, ao final do quarto mês da nova parceria completamos o total da carteira, figurando entre os 20 principais escritórios do BTG. São números expressivos e de destaque importante, que reforçam nossa atuação e também potencializam a marca do BTG no Rio Grande do Sul”, afirma.

História e evolução

A GT Capital foi criada em setembro de 2017 pelas mãos dos sócios Marcus Duarte Labarthe e Rodrigo Azevedo. Com experiência de uma década no segmento de alta renda e a visão de que os negócios do setor estavam mudando, ambos decidiram deixar cargos promissores em uma grande instituição brasileira de finanças e empreender, do zero, em sua própria assessoria de investimentos.

Naquele momento, as corretoras independentes começavam a conquistar a confiança dos investidores, e os sócios da recém-criada GT Capital apostaram em um modelo de atendimento completo, transparente e isento, que permitisse guiar os clientes ao alcance de seus objetivos financeiros. O investimento em profissionais altamente qualificados foi um dos fios condutores desse processo, desde o nascimento da assessoria.

No início, a GT se uniu à Guide Investimentos, que despontava como uma possível segunda força no mercado financeiro. A parceria permitiu uma importante evolução e o amadurecimento da GT Capital de forma muito rápida, com crescimento do time de negócios e consolidação como o maior e principal escritório da corretora.

“Falando em números, o escritório atingiu, em 2021, o marco de R$ 800 milhões sob custódia, com um time de 15 profissionais e duas filiais, além da sede principal em Porto Alegre. Era hora de crescer ainda mais, e decidimos nos associar ao BTG Pactual”, conta Cassiano Konig, sócio e assessor de investimentos da GT Capital.

A GT Capital tem como marca registrada o alto nível de qualificação de seus assessores, graças a investimentos em carreira e desenvolvimento de talentos constante. Caracterizada por times enxutos e altamente eficientes, a assessoria mantém como ponto alto a proximidade com seus clientes, um dos valores mais importantes da empresa, desde sua fundação.

“Sempre tivemos um time reduzido, porém, muito qualificado e experiente. Dessa forma, mantemos o valor inestimável de garantir relações próximas com clientes e parceiros. Essa é a nossa forma de fazer negócios”, comenta Marcus Duarte Labarthe, sócio-fundador e assessor de investimentos da GT Capital.

Mais contratações

Mesmo com uma reputação já consolidada como formadora de bons profissionais, a assessoria pretende investir ainda mais em contratações em 2022, dobrando o número de assessores do time em suas três sedes (Porto Alegre, Caxias do Sul e Londrina).

“Carregamos essa característica de formar e qualificar os melhores profissionais do mercado em nosso DNA. São habilidades trazidas por nossos sócios de suas experiências anteriores no mercado, como no Bradesco, por exemplo, onde tivemos a oportunidade de acompanhar de perto e participar ativamente da formação de outros profissionais dentro da Universidade Corporativa do banco”, conta o sócio Rodrigo Azevedo.

E complementa: “Esse aprendizado é aplicado até hoje na estrutura da GT Capital, possibilitando que assessores sem experiência anterior no mercado ou mesmo os que têm experiência, mas precisam construir sua carteira de clientes, tenham a chance de se desenvolver e chegar ao topo. Um dos nosso cases de sucesso é o Cassiano Konig, primeiro assessor da empresa e, hoje, um de nossos sócios relevantes”.

Diversificando mercados e mantendo o relacionamento como foco, a assessoria criou, em 2021, a GT Digital: uma mesa de atendimento formada por profissionais certificados e qualificados para entregar as melhores soluções para novos investidores, com o objetivo de atender clientes iniciando ou em processo de construção de sua vida financeira. Com mais esse braço de atendimento, a GT Capital pretende, em 2022, ultrapassar a marca de R$ 1 bilhão sob assessoria. Para os próximos dois anos, o objetivo é ainda mais ousado: triplicar o valor atual sob assessoria.

VEJA TAMBÉM:
Jorge, da dupla Jorge & Mateus, vira sócio da startup de educação Nubbi

Assine a Empreenda e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio!

Endeavor lança guia que ensina a criar o pitch perfeito; veja dicas

Últimas Notícias

Ver mais
'Coincidência' que fez bitcoin subir após halvings anteriores pode se repetir este ano, aponta BTG
Future of Money

'Coincidência' que fez bitcoin subir após halvings anteriores pode se repetir este ano, aponta BTG

Há 10 horas

Onde investir em abril? BTG recomenda bitcoin em mês importante para o mercado cripto
Future of Money

Onde investir em abril? BTG recomenda bitcoin em mês importante para o mercado cripto

Há uma semana

BTG Pactual abre inscrições para o BTG Soma Educação; veja como participar
seloCarreira

BTG Pactual abre inscrições para o BTG Soma Educação; veja como participar

Há 2 semanas

Por que o BTG aposta na Stone (STOC31)? Veja a carteira recomendada para abril
seloOnde Investir

Por que o BTG aposta na Stone (STOC31)? Veja a carteira recomendada para abril

Há 2 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais