Enxoval para os filhos leva mãe ao mundo dos negócios

Após criar peças para a família, empresária investe na confecção de roupas e atualmente revende para lojas em todo o Brasil

Goiânia – Em 1983, quando nasceu seu primeiro filho, a empresária Isabel Catunda aprendeu a confeccionar peças em tricô para o enxoval do menino. Dois anos depois, com a chegada do segundo herdeiro, começou a fazer roupas em tecido. Quando teve o terceiro filho, em 1987, ela criou uma fábrica de roupas para crianças.

A Baby Happy Moda Infantil produz cerca de 900 peças por mês, tem 20 colaboradores diretos e uma extensa rede de prestadores de serviços. A marca vende para lojas multimarcas de todo o Brasil e fatura R$ 800 mil por ano.

Isabel destaca que o Sebrae em Goiás tem importante papel no crescimento da empresa. A primeira orientação foi há pouco mais de dois anos, com o programa Agentes Locais de Inovação (ALI), por meio do qual consultores auxiliam o empresário a refletir sobre as necessidades do seu negócio.

Desde o início de 2012, Isabel conta com a orientação do Sebraetec, programa que disponibiliza consultoria para a inovação nas micro e pequenas empresas (MPE). Um dos objetivos desse serviço é sugerir a aplicação de técnicas e procedimentos que reduzam os custos de produção e protejam o meio ambiente. Atualmente, a Baby Happy Moda Infantil integra o projeto Indústria da Moda Goiana, do Sebrae em Goiás, que leva qualidade, produtividade e melhoria na gestão às MPE.

Visando sempre ao crescimento da empresa, a busca por conhecimento é constante. Isabel e outros dez empresários participam do projeto Clínicas Tecnológicas: Estratégias para Mercado, que contempla consultorias coletivas e individuais, com o objetivo de profissionalizar cada vez mais os empreendimentos do segmento da moda goiana.

No primeiro módulo, realizado nesta terça-feira (16), Fábio Santos, da OOT Design e Comunicação, esclareceu dúvidas sobre identidade visual e marca. Na sexta-feira (19), será a vez da Daniela Sabino Braun, representando a GO Sites, com o tema Desenvolvimento e reestruturação de sites.

O projeto Clínicas Tecnológicas integra a programação do Mês da MPE, quando o Sebrae em Goiás realiza uma série de ações e eventos especiais voltados para empresários do segmento, microempreendedores individuais (MEI) e interessados em investir no próprio negócio.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.