Dono de 5 negócios, empresário ensina os 6 pilares da empresa lucrativa

“Eu não acredito em sorte”. Após faturar mais de 8 dígitos em 2020, o empresário e professor, Marcelo Germano, já ajudou mais de 4000 empresas a se tornarem lucrativas; conheça os 6 pilares de sua estratégia.
 (Getty Images/Getty Images)
(Getty Images/Getty Images)
D
Da RedaçãoPublicado em 13/05/2022 às 14:16.

Enquanto, há alguns anos, o maior sonho do brasileiro era ter uma casa própria, hoje as pesquisas apontam para um objetivo bem diferente. Segundo levantamento do Instituto Locomotiva, feito em janeiro deste ano, 27% dos brasileiros sonham, em primeiro lugar, em montar ou ampliar o seu negócio.

Com a crise econômica trazida pela pandemia, insatisfações como: bater cartão todos os dias, abaixar a cabeça para o seu chefe, cumprir horários rígidos e o medo constante de perder o emprego, foram o pontapé inicial que o antigo sonho de empreender precisava para se tornar realidade. 

No entanto, almejando liberdade, autonomia e riqueza, milhares de brasileiros se depararam, na verdade, com os desafios de empreender. Contratar funcionários, administrar processos, cuidar das finanças, fazer compras. Em um dia, vendas em alta, no outro, dívidas e falência. 

Dívidas, estresse e falta de organização não precisam ser a realidade do empresário. Entenda, aqui, como organizar o seu negócio e lucrar ainda mais.

Afinal, para uma empresa ser lucrativa, não basta um sonho e muito esforço. De acordo com Marcelo Germano, empresário e professor, "Você nunca vai construir uma casa pelo telhado, sempre pelos fundamentos. Se eles não estiverem sólidos, as paredes vão cair. E é aí que 99% das empresas que quebram estão errando”.

Confira os 6 pilares, definidos por Marcelo, para manter uma empresa lucrativa, mesmo em momentos de crise:

1. Domínio pessoal

Segundo Marcelo Germano, a diferença entre uma empresa de sucesso e uma empresa que não tem sucesso é o dono. Em todos os tipos de negócios, desde uma banca de pastel, até uma loja de bijuteria ou uma multinacional, sempre haverá pessoas que ganham muito dinheiro e pessoas que ganham pouco. Para Germano, em quase todos os casos, quem define isso é o dono.

Dentro das características essenciais para um “dono de sucesso” estão: firmeza e inteligência emocional, mentalidade vencedora, ‘estômago’ para lidar com os problemas, energia para motivar sua equipe, disciplina e obstinação e, acima de tudo, a vontade de estar sempre se desenvolvendo (estudando, aprendendo, conhecendo cases de sucesso etc).

Para Germano, um dono que se desespera frente aos problemas, em vez de traçar planos de forma tranquila, tem muita chance de falir a sua empresa.

2. Cultura

A cultura, ou “o jeito como a empresa funciona”, é o segundo pilar para garantir o sucesso de um negócio. No entanto, é impossível cobrar cultura dos funcionários quando os próprios donos não sabem o que desejam. Para isso, eles podem pensar sobre:

  • Qual o objetivo final desta empresa?
  • Qual a meta desta empresa?
  • Como a gestão desta empresa vai funcionar?
  • O que a empresa quer que o cliente sinta, pense ou fale toda vez que tiver contato com o serviço?

Com essas perguntas em mente, a empresa deve se questionar: como os funcionários e os donos desta empresa devem se comportar para que ela alcance todos esses objetivos? 

Uma cultura clara e bem definida garante contratações mais assertivas, funcionários mais engajados e uma comunicação mais sincera sobre o que se espera, o que será cobrado e como cada funcionário será avaliado dentro de sua função. 

O caminho para o sucesso de qualquer empresa começa pelo dono. Descubra como você pode dar o primeiro passo, aqui.

3. Liderança

Para manter uma cultura que funcione entre os funcionários, é necessário ter a presença de um líder. E o bom líder não é apenas aquele que dá ordens, mas que também orienta e dá condições para o funcionário fazer o seu trabalho bem feito. Ou seja, que estabelece metas, conversa periodicamente, é claro quanto aos indicadores de cada área,  dá feedbacks, se reúne com o time, traça e acompanha os planos de ação junto ao time etc.

O dono de empresa que consegue ser um líder, com certeza, terá mais resultados do que um que não adquire essa habilidade. 

4. Gestão

Toda empresa precisa de gestão. E mesmo que você pense que a gestão de uma empresa de calçados seja diferente da gestão de uma financeira, isso não poderia estar mais errado. Afinal, apesar de o conteúdo da empresa ser diferente, a forma certa de gerir é sempre a mesma.

Segundo Marcelo Germano, o que permite que a gestão ocorra são os processos padronizados, ou seja, a forma como as coisas devem ser feitas. Isso porque, com processos inteligentes, qualquer pessoa consegue gerar resultado, fazendo com que o dono pare de depender apenas de “pessoas brilhantes” para tal.

Além disso, ao tirar as ideias e resoluções da cabeça e transformá-las em processos, o dono para de ser o “resolvedor universal de problemas” e passa a ter tempo para cumprir o seu papel de liderar a equipe.

 5. Finanças

Da mesma forma que não se constrói resultado sem gestão de pessoas, também não se constrói se riqueza sem gestão financeira. Erros como misturar conta PJ e PF, não ter controle sobre fluxo de caixa, não acompanhar o DRE mensalmente e não acompanhar indicadores importantes levam grandes empresas à falência por uma simples falta de organização.

O maior inimigo do dono é ele mesmo. Aprenda a separar vida profissional da pessoal e veja o seu negócio decolar. Clique aqui e saiba mais.

Segundo Germano, “Os números não mentem. O empresário que quer ter uma empresa de sucesso precisa olhar para os números todo santo dia. Resultado, ticket médio, prazo médio de pagamento, demonstrativo de fluxo de caixa… todo santo dia”.

6. Tração

Toda empresa precisa de clientes. E o último pilar é a forma como a empresa atrai, converte e mantém os clientes comprando. Uma vez que o “cliente ideal” é descrito, é necessário definir quais são os canais pelos quais a empresa atrai o cliente. Seja instalar a sua loja física em um local movimentado, usar o marketing digital ou ter um vendedor batendo de porta em porta, os canais de aquisição precisam estar bem definidos para que possam ser avaliados.

Uma vez que o cliente é atraído, ele precisa ser convertido para comprador. Aqui, o empresário deve se perguntar: o que eu posso fazer para que o cliente compre? Mostrar os benefícios do produto, falar com o cliente da forma correta e abordar diretamente os clientes são algumas opções.

“Com vendedores preparados, que entendem das dores do seu cliente e sabem o que estão vendendo, é impossível não vender”, completa Marcelo Germano.

Masterclass Empresa sem Caos

O sonho de empreender de muitos brasileiros se tornou um pesadelo nos últimos anos e o que nasceu como uma fonte de renda se transformou em dívidas e frustração. Pensando na demanda crescente de empresários capacitados para alavancarem as vendas e trazerem resultados significativos para suas empresas, a EAG, em parceria com a EXAME, lançou a Masterclass “Empresa sem Caos”.

Marcel Germano é empresário há 25 anos e, atualmente, é dono de 5 empresas de diferentes segmentos. Em 2020, ele gerou um faturamento de mais de 8 dígitos nas suas empresas e já ajudou quase 4000 donos de empresas a construírem negócios sem caos através do Programa EAG.

A Masterclass Empresa sem Caos é online, gratuita e ocorrerá no dia 16 de maio, às 20h. Nela, Marcelo irá explicar como acabar com o caos na sua empresa através de uma equipe autogerenciável, utilizando os 6 pilares citados anteriormente. Para participar, basta se inscrever clicando aqui, ou no botão abaixo:

QUERO PARTICIPAR DA MASTERCLASS GRATUITA EMPRESA SEM CAOS