PME

Criador do OfertaX investe R$ 1,2 mi em consultoria online

Especialistas cadastrados na plataforma dão conselhos em temas variados como espiritualidade, artes e educação

Especialistas oferecem suporte por e-mail, chat ou voz no Intelus (Tomasz Tulik/Dreamstime.com)

Especialistas oferecem suporte por e-mail, chat ou voz no Intelus (Tomasz Tulik/Dreamstime.com)

DR

Da Redação

Publicado em 14 de outubro de 2011 às 19h15.

São Paulo – O criador do site de compras coletivas OfertaX, Karl Johnsson, está investindo 1,2 milhão de reais em uma nova modalidade de negócio: a venda de serviços de consultoria via internet.

O site Intelus já reúne 1,6 mil especialistas cadastrados e quer chegar a 4 mil até o final do ano. As especialidades vão desde espiritualidade e artes até saúde e educação.

Qualquer pode se inscrever para atuar como especialista no site, mas o cadastro tem que ser aprovado para que o profissional possa começar a dar conselhos. “Nem todos são aprovados”, diz Johnsson.

A plataforma fica com uma comissão de 45% sobre os serviços vendidos, que vão desde consultorias por e-mail e chat até conversas por voz. O preço médio para uma sessão de 10 minutos por chat é de 15 reais. Já uma consultoria por e-mail custa, em média, 30 reais.

“A plataforma permite que pessoas ganhem dinheiro usando seus conhecimentos”, explica o empreendedor. A previsão de receita do site para 2012 é de 9 milhões de reais.

O serviço é inspirado em sites similares de sucesso no exterior, como o Live Advice e o LivePerson. Além do Brasil, o Intelus estreia simultaneamente na Argentina e na França.

OfertaX

O OfertaX já esteve entre os dez maiores sites de compras coletivas do Brasil – o que não é um resultado modesto, já que existem mais de 2 mil sites do tipo atuando no mercado.

O site foi vendido à Hermes no final de 2010. Nove meses depois, a empresa decidiu sair do ramo de compras coletivas e vendeu a operação ao grupo Multi, maior companhia brasileira do setor de ensino de idiomas e dona do Oferta.com.br, que já havia adquirido outros concorrentes do setor.

Acompanhe tudo sobre:ConsultoriasPequenas empresasServiçosStartups

Mais de PME

Mais na Exame