Acompanhe:

Como ela ganha dinheiro vendendo pelo WhatsApp e pelo Instagram

Alessandra Ceci criou a Biella, pequena empresa que vende bolsas artesanais de tecido e pedraria pela internet e pelo boca a boca

Modo escuro

Continua após a publicidade
 (Biella/Divulgação)

(Biella/Divulgação)

J
Júlia Lewgoy

Publicado em 19 de março de 2017 às, 08h00.

Última atualização em 19 de março de 2017 às, 08h00.

São Paulo - Apaixonada por bolsas e sapatos, a administradora Alessandra Ceci aprendeu a fazer bolsas artesanais de tecido e pedraria e queria fazer disso um negócio. Abrir um e-commerce parecia a forma mais barata de montar a loja, mas, para sua surpresa, vender apenas pelo site impossibilitaria o negócio de existir.

Manter um site de largo alcance custaria cerca de 10 mil reais por mês. O boca a boca entre as amigas parecia funcionar melhor. Depois de vender 50 bolsas na sala de casa da primeira vez que colocou sua coleção à venda, o WhatsApp não parava de enviar notificações.

Há quase dois anos, o WhatsApp é o principal canal de vendas da Biella, marca de bolsas artesanais de Alessandra. As clientes olham os produtos no Instagram e entram em contato diretamente com Alessandra.

Mesmo tendo site, o acesso ao Instagram é maior. “Antes colocava só as fotos das bolsas, mas agora percebi que vende mais quando posto o look completo e ensino a combinar”, conta. Ela contratou uma assessoria para ajudá-la com as postagens.

A Biella vende cerca de 150 bolsas por mês, por 500 reais cada uma, em média. O Instagram da marca começou a fazer sucesso também entre lojistas, por isso Alessandra passou a vender suas bolsas para o atacado.

As clientes também perguntavam sobre os sapatos e outros acessórios dos looks postados no Instagram, por isso Alessandra pretende passar a vender sapatos artesanais, em breve.

Inspiração na Itália

Após uma gestação difícil e sem ninguém para ajudar a cuidar da filha em São Paulo, a administradora passou um ano em casa, como tantas outras mulheres que enfrentam dificuldades para voltar ao mercado de trabalho. “Não dava porque o horário era ruim, a empresa era longe ou o salário era baixo. Mas eu estava irritada de ficar sem trabalhar”, conta Alessandra.

Para se distrair, começou a fazer cursos de artesanato e se encantou pelas bolsas de tecido. Acabou adorando a ideia de colocar sua personalidade no que criava.

Foi durante uma viagem de férias para a Itália que Alessandra percebeu que precisava valorizar as bolsas que fazia. Na província de Biella, conheceu o trabalho de artesãos que vendiam bolsas feitas com sobras de tecidos e outros materiais da indústria.

“Eram uns senhorzinhos com roupa social e jaleco por cima. Eles davam valor ao que faziam e não sentiam vergonha de serem artesãos”, conta.

De volta a São Paulo, em 2015, Alessandra contratou uma consultora especializada em negócios de moda para desenvolver sua marca, por 40 mil reais. A consultora ajudou a definir desde a modelagem das bolsas até a estratégia do negócio.

“Ela me mostrou muitas coisas com as quais eu teria batido de frente e não saberia mais andar”, lembra. Toda a modelagem é pensada por Adriana, mas, para que pudesse produzir em maior escala, contratou uma fábrica de artesãos para confeccionar seus produtos.

Últimas Notícias

Ver mais
Os planos do e-commerce mais visitado do Brasil que faturou R$ 1,4 bilhão
Um conteúdo Bússola

Os planos do e-commerce mais visitado do Brasil que faturou R$ 1,4 bilhão

Há 17 horas

Instagram promete borrão em fotos contendo nudez aos usuários menores de idade
Tecnologia

Instagram promete borrão em fotos contendo nudez aos usuários menores de idade

Há um dia

Pequenas empresas que exportam terão direito a parcela maior de restituição de tributos
seloNegócios

Pequenas empresas que exportam terão direito a parcela maior de restituição de tributos

Há 6 dias

Após quebrar a família toda, ele foi para a Bielorrússia e faz R$ 26 milhões com WhatsApp
seloNegócios

Após quebrar a família toda, ele foi para a Bielorrússia e faz R$ 26 milhões com WhatsApp

Há 6 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais