Black Friday brasileira: 66% dos pequenos lojistas não conhecem a data

Criada pelo governo federal e o Instituto para Desenvolvimento do Varejo, a semana promete descontos de até 70% para os brasileiros

Na quinta-feira passada, dia 3, começou a chamada Black Friday brasileira. Criada pela Secretaria de Comunicação do governo federal (Secom) e pelo Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), a "Semana Brasil 2020" promete descontos de até 70% para os consumidores.

Pelo segundo ano consecutivo, a ideia do governo é usar a “Semana Brasil” para impulsionar as vendas do varejo nacional. Grandes varejistas de diversos segmentos, como Magazine Luiza, brMalls e Sephora aderiram à campanha.

Os pequenos negócios, por outro lado, sequer conhecem o evento. Pesquisa feita pela Loja Integrada (do grupo VTEX) com quase 600 empreendedores mostrou que 66% dos pequenos varejistas não conhecem a data e só 20% estavam se preparando para a semana de descontos.

Os pequenos comerciantes estão mais animados com a Black Friday tradicional, realizada na última sexta-feira de novembro. Cerca de 72% dos entrevistados estão com expectativas positivas pra o evento e 78% acreditam que irão faturar mais que na Semana do Brasil.

Outro estudo, feito pela consultoria Bip, mostra que os consumidores estão também mais entusiasmados com a Black Friday de novembro. “Quando comparamos as buscas da "Semana Brasil" com "Black Friday", o evento que está ocorrendo agora parece insignificante em relação ao que deve acontecer em novembro" afirma o consultor Wagner Pereira.

Para as empresas que decidiram participar do evento, a expectativa é que haja um alívio no caixa. Entre os segmentos com maior possibilidade de realizar vendas, Pereira cita os eletroeletrônicos, que tem mantido o fluxo de consumidores mesmo na pandemia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.