Itaúsa lucra R$2 bi no 4º trimestre, alta de 4,9%

Isoladamente, o lucro do Itaú atribuído à Itaúsa no período, de 2,245 bilhões de reais, representou 94,1% do lucro obtido pela controladora
Itaúsa: o lucro recorrente da Itaúsa no trimestre somou 2,51 bilhões de reais (Itaúsa/Divulgação)
Itaúsa: o lucro recorrente da Itaúsa no trimestre somou 2,51 bilhões de reais (Itaúsa/Divulgação)
A
Aluísio Alves, da Reuters

Publicado em 19/02/2018 às 21:15.

Última atualização em 19/02/2018 às 21:32.

São Paulo - A Itaúsa, holding controladora do Itaú Unibanco e de outras empresas como Alpargatas, anunciou nesta segunda-feira que teve lucro líquido consolidado de 1,997 bilhão de reais no quatro trimestre, alta de 4,9 por cento ante mesma etapa de 2016.

Isoladamente, o lucro do Itaú Unibanco atribuído à Itaúsa no período, de 2,245 bilhões de reais, representou 94,1 por cento do lucro obtido pela controladora por meio do método de equivalência patrimonial.

Dentre as demais empresas do grupo, o lucro atribuído à Itaúsa no período foi de 48 milhões de reais da Alpargatas, 52 milhões da Duratex, 16 milhões da Elekeiroz, 37 milhões da NTS. A Itautec deu prejuízo de 6 milhões de reais no período.

O lucro recorrente da Itaúsa no trimestre somou 2,51 bilhões de reais, um avanço de 7,6 por cento ano a ano.

A holding informou ainda redução em programa de recompra de ações aprovado no ano passado. O volume autorizado de até 153,7 milhões de ações no período de 18 meses foi cortado para até 77 milhões papéis. Segundo a empresa, "até o momento, não foram adquiridas ações de emissão própria ao amparo desse programa".