Negócios

Gerdau completa 20 anos no mercado de aços especiais

Segmento da empresa teve investimentos de mais de US$ 4 bilhões

Esses aportes, segundo a siderúrgica, foram utilizados para a aquisição de ativos no Brasil, nos Estados Unidos, na Espanha e na Índia (Germano Lüders/EXAME.com)

Esses aportes, segundo a siderúrgica, foram utilizados para a aquisição de ativos no Brasil, nos Estados Unidos, na Espanha e na Índia (Germano Lüders/EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 18 de abril de 2012 às 18h01.

São Paulo - A gaúcha Gerdau acaba de completar 20 anos de atuação no segmento de aços especiais, com investimentos de mais de US$ 4 bilhões no período. Esses aportes, segundo a siderúrgica, foram utilizados para a aquisição de ativos no Brasil, nos Estados Unidos, na Espanha e na Índia, assim como para a atualização tecnológica de suas operações no segmento.

Hoje, a siderúrgica também está investindo para atender a demanda das montadoras no Brasil. Para isso, está programada a expansão da usina Pindamonhangaba (SP), com a instalação de um novo laminador para aços especiais, além de um novo lingotamento contínuo e um novo forno de reaquecimento para laminação. Esse aporte, anunciado no ano passado, irá aumentar a capacidade de 700 mil toneladas de laminados para 1,2 milhão de toneladas. Já na usina de Mogi das Cruzes (SP), a capacidade de laminação será ampliada de 216 mil para 276 mil toneladas por ano. Esses investimentos deverão entrar em operação até o final do ano.

Na Índia, outro mercado que vem sendo apontado como estratégico para a companhia, a Gerdau começará, neste ano, a operação do laminador de aços especiais, com capacidade instalada de 300 mil toneladas e uma unidade de sinterização, continuará a instalação de uma coqueria e realizará projetos na área de geração de energia.

Acompanhe tudo sobre:acoEmpresasEmpresas brasileirasGerdauInvestimentos de empresasSiderurgiaSiderurgia e metalurgiaSiderúrgicas

Mais de Negócios

Criada após perda familiar, startup maranhense que facilita realização de cirurgias capta US$ 1,5 mi

Yopa: o que aconteceu com a famosa marca de sorvetes e picolés dos anos 1990

Fusão entre Cobasi e Petz fez o número de interessados em conversão crescer 25%, diz CEO da Petland

Não aos feriadões fake

Mais na Exame