Após decisão do Cade, Petrobras busca alternativas para Liquigás

A Petrobras informou ainda que deve receber da Ultragaz 286,2 milhões de reais referente a multa total pela rescisão do contrato de compra e venda
 (Liquigás/Divulgação)
(Liquigás/Divulgação)
Por ReutersPublicado em 01/03/2018 08:36 | Última atualização em 01/03/2018 08:36Tempo de Leitura: 1 min de leitura

São Paulo - A Petrobras analisará imediatamente alternativas para desinvestimento de sua subsidiária de gás de cozinha Liquigás, após a venda do ativo para a Ultragaz ter sido vetada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), informou a estatal em fato relevante nesta quinta-feira.

A Petrobras informou ainda que deve receber da Ultragaz 286,2 milhões de reais referente a multa total pela rescisão do contrato de compra e venda.

Em outro fato relevante, a Ultrapar Participações, dona da Ultragaz, confirmou o pagamento da multa assim que a decisão do Cade seja publicada no Diário Oficial da União (DOU).

O Cade vetou na véspera a aquisição de 100 por cento da Liquigás pela Ultragaz, por entender que a operação traria riscos negativos para os consumidores em função da concentração de mercado.