Mundo
Acompanhe:

UE compra mais vacinas após aumento de casos de varíola do macaco

Com a compra, o número de doses compradas para o bloco chega a 163.620, segundo o Executivo europeu

 (Callista Images/Getty Images)

(Callista Images/Getty Images)

A
AFP

18 de julho de 2022, 10h19

A Comissão Europeia anunciou nesta segunda-feira (18) a compra de 54.530 doses adicionais da vacina contra a varíola do macaco, preocupada com um aumento de casos de "quase 50%" na União Europeia (UE) em uma semana. 

Com esta nova compra, em meio ao contrato que a UE tem com o laboratório dinamarquês Bavarian Nordic, o número de doses compradas para o bloco chega a 163.620, segundo o Executivo europeu em comunicado.

A comissária de saúde da UE, Stella Kyriakides, disse estar "preocupada com o número crescente de casos de varíola do macaco na UE".

"Temos agora mais de 7.000 casos na UE, ou seja, um aumento de cerca de 50% desde a semana passada", disse.

A Europa é a região mais afetada do mundo pela varíola do macaco, com mais de 7.000 casos confirmados em 14 de julho, segundo dados do Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC).

O Comitê de Emergência da OMS deve se reunir na quinta-feira para determinar como controlar o surto.

Conhecida em humanos desde 1970, esta doença é considerada muito menos perigosa e contagiosa que a varíola, erradicada em 1980. Manifesta-se com sintomas semelhantes aos da gripe e erupções cutâneas e geralmente se cura sozinha depois de duas a três semanas.

Veja também:

União Europeia debate novas sanções contra a Rússia após demissões por traição na Ucrânia]

Irã tem a 'capacidade' de fabricar a bomba atômica, diz alto funcionário