Mundo

Ucrânia denuncia ataque 'massivo' russo à sua infraestrutura

Os ataques tiveram como alvo instalações de produção e transmissão de eletricidade

Ucrânia: Rússia deu ultimato para soldados abandonarem Mariupol. (Alexander Ermochenko/Reuters)

Ucrânia: Rússia deu ultimato para soldados abandonarem Mariupol. (Alexander Ermochenko/Reuters)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 8 de maio de 2024 às 11h03.

As tropas russas realizaram um “ataque massivo” durante a noite, com mísseis e drones contra a infraestrutura energética da Ucrânia, deixando pelo menos seis pessoas feridas, disseram autoridades ucranianas, nesta quarta-feira, 8.

“O inimigo não desiste dos seus planos de privar os ucranianos de eletricidade. Um novo ataque massivo contra a nossa indústria energética!”, escreveu o Ministro da Energia, German Galushchenko, no Telegram.

Os ataques tiveram como alvo instalações de produção e transmissão de eletricidade nas regiões de Poltava (leste), Kirovograd (centro), Zaporizhia (sul), Lviv, Ivano-Frankivsk e Vinnytsia (oeste).

A empresa DTEK, o maior investidor privado no setor energético da Ucrânia, disse que três centrais térmicas foram “gravemente danificadas”. A empresa alegou que as suas instalações foram bombardeadas cerca de 180 vezes desde o início da invasão russa, em fevereiro de 2022.

Segundo a administração militar da cidade de Kiev, os bombardeiros estratégicos russos Tu-95MS dispararam vários mísseis de cruzeiro contra a capital, que esteve em alerta durante três horas. Todos os mísseis foram abatidos.

Acompanhe tudo sobre:UcrâniaRússia

Mais de Mundo

Primeira viagem de Milei à Espanha como presidente não terá honras militares e coletiva de imprensa

Suprema Corte dos EUA confirma proibição de posse de armas a agressores domésticos

Tribunal impõe penas de prisão à família mais rica do Reino Unido por exploração de funcionários

Dez prefeitos da oposição na Venezuela são inabilitados por 15 anos após apoio a Edmundo González

Mais na Exame