Trump vence primárias republicanas em Missouri, Michigan e Idaho

Até agora, o ex-presidente venceu todas as disputas de indicação estadual antes da "Superterça" da próxima semana

Trump: ex-presidente disputa Casa Branca. (Alex Wong / Getty Images via/AFP)

Trump: ex-presidente disputa Casa Branca. (Alex Wong / Getty Images via/AFP)

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 3 de março de 2024 às 09h13.

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, avançou um pouco mais no seu objetivo de se tornar o candidato presidencial republicano ao vencer as eleições internas do partido, neste sábado (2), nos estados de Missouri, Michigan e Idaho.

Até agora, o ex-presidente venceu todas as disputas de indicação estadual antes da "Superterça" da próxima semana, quando os eleitores em 15 estados dos EUA elegerão seu candidato preferido de cada partido.

Trump avança com impulso crescente rumo à indicação republicana na convenção do partido em julho, e espera-se que praticamente garanta o resultado na terça-feira. Ele provavelmente enfrentará o presidente Joe Biden nas eleições de novembro, pela segunda vez desde 2020.

Regras da eleição nos estados

As eleições no Missouri, Michigan e Idaho foram eleições internas híbridas com regras diferentes, que em alguns casos refletem divisões e tensões apesar da grande influência de Trump.

No Missouri, Trump derrotou a sua principal adversária, a ex-governadora da Carolina do Sul Nikki Haley, e venceu todas as convenções partidárias do estado, informou o The New York Times.

Em Michigan, cerca de 2.000 ativistas partidários votaram em uma convenção com caucus na qual Trump conquistou os 39 delegados possíveis, informou a CNN.

Trump já havia conquistado 16 delegados do Michigan no início da semana em uma votação primária limitada.

O ex-presidente também venceu confortavelmente as convenções republicanas no estado de Idaho, segundo as redes NBC e ABC.

Haley atravessou o país antes da "Superterça", tentando argumentar contra a inevitabilidade da indicação de Trump.

Mais de Mundo

Milei anuncia primeiro superávit trimestral da Argentina desde 2008

Ordem judicial retira da oposição venezuelana o controle de um de seus maiores partidos

Equador captura líder criminoso foragido que ameaçou procuradora-geral

Polônia indica que poderia abrigar armas nucleares de outros membros da Otan para conter Rússia

Mais na Exame