Mundo

Temporada de escaladas no Everest registra 11ª morte

Temporada atual, que pode superar o recorde de 807 pessoas no topo do Everest, registrado em 2018, foi uma das mais letais desde 2015

Everest: número de mortos na montanha chega a 11 (AFP/AFP)

Everest: número de mortos na montanha chega a 11 (AFP/AFP)

A

AFP

Publicado em 28 de maio de 2019 às 06h10.

Última atualização em 29 de maio de 2019 às 17h17.

Um alpinista americano morreu durante a descida do Everest, anunciaram as autoridades do Nepal, o que eleva a 11 o número de vítimas fatais na maior montanha do mundo na atual temporada.

Christopher John Kulish, 61 anos, alcançou o topo da montanha, de 8.848 metros, e retornou na segunda-feira ao acampamento base mais elevado do Everest.

"Ele teve um problema cardíaco e morreu, de acordo com os organizadores da expedição", afirmou Mira Acharya, funcionário do Departamento de Turismo do Nepal.

A atual temporada, que pode superar o recorde de 807 pessoas no topo do Everest, registrado em 2018, foi uma das mais letais desde 2015.

Além das 11 pessoas mortas no Everest, nove alpinistas faleceram em montanhas com mais de 8.000 metros de altura na região do Himalaia.

Acompanhe tudo sobre:MortesNepal

Mais de Mundo

Mais de 10 mil migrantes cruzaram o Canal da Mancha desde o início do ano, um recorde

Israel tem a intenção de retomar negociações sobre Gaza esta semana, diz agência

Quatro anos após o assassinato de George Floyd, seu irmão ainda tem pesadelos

Em crise, Butão quer reerguer economia através da 'felicidade bruta'

Mais na Exame