Mundo

Seis ambientalistas do Greenpeace detidos em conferência do clima

Os seis manifestantes tentavam carregar um cartaz em um hotel de Durban, onde é realizada a conferência contra as mudanças climáticas da ONU

No cartaz, os ambientalistas do Greenpeace pediam: "Escutem as pessoas, não os contaminadores" (Alexander Joe/AFP)

No cartaz, os ambientalistas do Greenpeace pediam: "Escutem as pessoas, não os contaminadores" (Alexander Joe/AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 5 de dezembro de 2011 às 09h47.

Durban - Seis militantes do Greenpeace foram detidos nesta segunda-feira após tentarem carregar um cartaz denunciando os "contaminadores" em um hotel de Durban (África do Sul), onde é realizada a conferência contra as mudanças climáticas da ONU, constatou um fotógrafo da AFP.

Os militantes desta organização ecologista se dirigiram a um hotel localizado a poucos quilômetros do centro da conferência da ONU, onde nesta segunda-feira foi organizada uma reunião de empresas para o desenvolvimento sustentável.

Os seis ambientalistas foram levados pela polícia quando se preparavam para carregar um cartaz no qual pediam: "Escutem as pessoas, não os contaminadores", confirmou a organização em um comunicado.

"Nossos responsáveis políticos devem fechar as portas para as empresas sujas", disse Kumi Naidoo, diretor-executivo do Greenpeace Internacional.

Acompanhe tudo sobre:GreenpeaceMeio ambienteONUPolítica no BrasilPoluiçãoProtestos

Mais de Mundo

Primeira viagem de Milei à Espanha como presidente não terá honras militares e coletiva de imprensa

Suprema Corte dos EUA confirma proibição de posse de armas a agressores domésticos

Tribunal impõe penas de prisão à família mais rica do Reino Unido por exploração de funcionários

Dez prefeitos da oposição na Venezuela são inabilitados por 15 anos após apoio a Edmundo González

Mais na Exame